Fertilizantes Galvani presentes em mais uma Bahia Farm Show

Agronegócio

Fertilizantes Galvani presentes em mais uma Bahia Farm Show

A companhia vai mostrar toda a linha de produtos, com destaque para o fertilizante Phosmix
Por: -Janice
2807 acessos
Uma veterana em Bahia Farm Show. Essa é a melhor definição para a Galvani, empresa produtora de fertilizantes que já participou de todas as edições da feira de tecnologia agrícola e negócios que mais cresce no Brasil. Neste ano não será diferente e a Galvani estará presente com seu estande no parque de exposições de Luís Eduardo Magalhães (BA), entre os dias 31 de maio e 4 de junho.


A companhia, que possui uma unidade em Luís Eduardo Magalhães, e, até hoje, é a única indústria de fertilizantes da região, vai mostrar toda a linha de produtos, com destaque para o fertilizante Phosmix. “Assim como em outros anos, esperamos o fechamento de um bom volume de negócios e uma oportunidade de relacionamento com um grande número de clientes”, diz o gerente de vendas da Galvani, Jailton Sobral de Andrade.

Nem a valorização do real frente ao dólar diminui as expectativas de bons negócios para a empresa na feira. “O real apreciado tem uma influência direta, pois favorece a importação em detrimento da produção nacional, mas a valorização das commodities e a demanda aquecida atenuam esse efeito”, conta Andrade.


Além de ser veterana em participações na Bahia Farm Show, a Galvani tem uma relação de proximidade com o oeste baiano. Em 1992, a empresa instalou-se em Luís Eduardo Magalhães, então Mimoso do Oeste, distrito de Barreiras, inicialmente com uma fábrica de fertilizantes líquidos. Em seguida, vieram a primeira fábrica de superfosfato da Bahia, uma planta de granulação e a segunda unidade de sulfúrico do estado.

Atualmente, a Galvani é o único grupo de capital nacional totalmente verticalizada na produção de fertilizantes fosfatados. Possui unidades distribuídas por São Paulo, Minas Gerais, Bahia, Mato Grosso, Sergipe e Ceará. A empresa emprega diretamente cerca de 1.000 funcionários próprios e 850 terceirizados, com um faturamento líquido ao redor de R$ 603 milhões.


Além da participação comercial na Bahia Farm Show, a Galvani, através do Instituto Lina Galvani, vai distribuir mudas de plantas do Cerrado e apresentar dados do Parque Fioravante Galvani, o primeiro e único centro de conservação e educação ambiental do cerrado baiano, criado e mantido pela empresa.

A Bahia Farm Show é promovida pela Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa), Associação dos Revendedores de Máquinas e Implementos Agrícolas do Estado da Bahia (Assomiba), Fundação Bahia e Prefeitura Municipal de Luís Eduardo Magalhães.


As informações são da assessoria de imprensa da Bahia Farm Show.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink