Fertilizantes nitrogenados: dólar mais barato continua influenciando os preços

Agronegócio

Fertilizantes nitrogenados: dólar mais barato continua influenciando os preços

Apesar do aumento da procura por adubos, os preços dos fertilizantes nitrogenados caíram
Por:
527 acessos
Segundo a Associação Nacional para Difusão de Adubos (ANDA), a quantidade entregue em julho superou em 34% o volume de junho. Apesar do aumento da procura por adubos, os preços dos fertilizantes nitrogenados caíram.

De acordo com levantamento da Scot Consultoria, em agosto, o sulfato de amônio está cotado em R$607,00/tonelada, queda de 6,6% em relação ao mês anterior.

No caso da uréia os preços caíram por volta de 3,5% na comparação com o mês anterior. Atualmente o fertilizante está sendo vendido, em média, a R$953,00/tonelada.

Os preços no mercado internacional estabilizaram, no entanto, o dólar mais barato reflete em preços menores no mercado interno. O Brasil depende de cerca de 50% das importações para atender a demanda interna de nitrogênio.

O nitrato de amônio foi a exceção. As cotações subiram pelo segundo mês consecutivo e, em agosto, o nitrato está sendo comercializado a R$716,00/tonelada (preço médio). Veja a figura 1.

 

A baixa disponibilidade do produto no mercado interno é a principal causa dos aumentos. Em muitas praças está difícil achar o produto.

Observe na figura que os atuais preços dos fertilizantes nitrogenados estão em um patamar bastante abaixo do verificado no primeiro semestre de 2008, quando o mercado de insumos estava aquecido e os preços batiam recordes mês a mês.
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink