Fertilizantes premium melhoram produtividade no campo

Produtividade

Fertilizantes premium melhoram produtividade no campo

Estudo desenvolvido pela Fundação Chapadão mostra incremento na cultura de soja
Por:
700 acessos

A Fundação Chapadão, de Chapadão do Sul - MS, grande apoiadora da pesquisa agropecuária, realizou durante dois anos estudos que comprovaram a eficiência agronômica do fertilizante mineral potássico premium para a cultura de soja. A pesquisa foi publicada recentemente pela Yoorin Fertilizantes, e realizada entre 2015 e 2017, no município de Paraíso das Águas - MS. O uso do fertilizante mineral diferenciado, que é um silicato de potássio, foi comparado com o cloreto de potássio, um dos mais presentes na região. De acordo com o estudo, a lavoura com o silicato de potássio produziu 13,4 sacas a mais do que o comparativo na safra 2015/2016, mesmo diante de um estresse hídrico que durou 24 dias durante o período, e 2,4 sacas a mais na safra 2016/2017.

O engenheiro agrônomo e gerente agronômico e comercial da Yoorin Fertilizantes, Yuji Ieiri, destaca que os fertilizantes minerais diferenciados surgem no mercado para otimizar a produtividade e nutrir o solo e a planta de forma mais eficiente. Esses fertilizantes são caracterizados por um processo tecnológico diferenciado de produção, como é o caso do termofosfato, ou na composição equilibrada dos nutrientes, como é o caso do silicato de potássio.

Yuji comenta que o estudo mostra o quanto o silício presente na rocha potássica traz grandes benefícios para a plantação. "O elemento promove uma melhor estruturação das plantas, o que permite maior eficiência no uso da água. Por isso também é diferencial diante de cenários de estresse hídrico", afirma. O fertilizante mineral potássico premium também melhora a qualidade da planta, do solo e, consequentemente, do produto.

Para o engenheiro agrônomo, o termo "diferenciado" ou "premium" é um argumento comercial forte, mas que precisa de atenção. "Vale a pena consultar estudos de entidades renomadas, como a Fundação Chapadão, para que se comprove a eficiência desses fertilizantes e evite que o produtor seja enganado por um produto que se passe por premium, porém apenas foi incrementado com um aditivo, ou com pequenas alterações nas características químicas ou físicas, que não geram o mesmo resultado", alerta Yuji.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink