Fevereiro começa com preços em queda de suínos

MERCADO

Fevereiro começa com preços em queda de suínos

Voltando as expectativas para o curto prazo, o mercado deve seguir sem muitas forças
Por:
58 acessos

O mercado teve mais uma semana de desvalorizações. Desde o início do ano o preço nas granjas de São Paulo recuou R$25,00 por arroba ou 20,8%, com o animal terminado negociado, em média, em R$95,00 por arroba. 

No atacado, em igual comparação a retração nos preços foi de 24,8%, com a carcaça estando cotada, em média, em R$7,60 por quilo. 

Apesar de estar no início do mês, período no qual sazonalmente as vendas são mais dinâmicas, ainda não foi sentida uma melhora na demanda, o que colaborou para a pressão nos preços.

Além da demanda interna patinando, as vendas no mercado externo perderam um pouco o ritmo em janeiro, na comparação mensal. 

Segundo a Secretaria de Comércio Exterior (Secex), o Brasil exportou em janeiro 59,3 mil toneladas de carne suína in natura. O volume foi 10,1% menor em relação ao embarcado em dezembro. No entanto, na comparação com o mesmo período de 2019 houve incremento de 41,5%. 

Novos casos de peste suína africana continuam sendo notificados segundo informações da OIE (Organização Mundial para Saúde Animal), o que mantém a expectativa de incremento na exportação este ano para o Brasil. 

Voltando as expectativas para o curto prazo, o mercado deve seguir sem muitas forças para recuperação de preços. 


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink