Final de mês e baixa oferta limitam vendas de frutas cítricas

Citros

Final de mês e baixa oferta limitam vendas de frutas cítricas

O ritmo de venda de frutas cítricas está lento no mercado de mesa nesta semana
Por:
90 acessos

O ritmo de venda de frutas cítricas está lento no mercado de mesa nesta semana, de acordo com pesquisas do Cepea. A demanda desaquecida, por sua vez, é reflexo do período de fim de mês e da disponibilidade limitada de frutas com qualidade da temporada 2018/19. Na parcial da semana (de segunda a quinta-feira), a variedade tardia valência registra média de R$ 33,71/cx de 40,8 kg, na árvore, recuo de 2,6% em relação à anterior.

Apesar da baixa, o preço atual da variedade supera em expressivos 54,7% o verificado no mesmo período do ano passado (em termos nominais). Em relação à lima ácida tahiti, a demanda externa tem colaborado com o escoamento da variedade, como aponta levantamento do Cepea. Assim, na parcial desta semana, a variedade é comercializada na média de R$ 20,81/caixa de 27 kg, colhida, alta de 22,2% em relação à da semana passada.Vale lembrar que a procura industrial está baixa e verifica-se aumento gradual da disponibilidade de frutas provenientes de segundas floradas.

Esse fator pode pressionar as cotações no correr de abril, principalmente a partir da segunda quinzena, caso o clima seja benéfico ao crescimento das frutas que ainda estão nas árvores. 


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink