Fipronil mata abelhas no interior do RS

APICULTURA

Fipronil mata abelhas no interior do RS

Orientação do Sindicato Rural é observar as especificações para aplicação de defensivos
Por: -Leonardo Gottems
1095 acessos

Um documento divulgado pela Inspetoria Veterinária do Rio Grande do Sul atestou que o inseticida Fipronil, amplamente utilizado para o controle de pragas da soja, foi o responsável pela morte de milhares de abelhas em Ijuí, na região Noroeste do Estado. As informações foram divulgadas pela Rádio Progresso, daquela cidade. 

De acordo com o apicultor e proprietário Rogério Machini, mais de 80 colmeias inteiras foram dizimadas na ocasião, causando um prejuízo de aproximadamente R$ 30 mil. Além do Fipronil, outros componentes químicos também foram encontrados nos favos de mel analisados, sendo que em outros locais do estado em que foram atestadas mortes de abelhas, seis substâncias químicas foram identificadas nos favos. 

Para o presidente do Sindicato Rural de Ijuí, Ércio Eickhoff, o fato se trata de um problema pontual que ocorreu em apenas alguns pontos do município, não podendo ser generalizado. Além disso, ele afirma que a produção de mel ijuiense neste ciclo é a maior dos últimos anos, o que seria um atestado de que a mortandade das abelhas seria uma exceção e não uma regra. 

Como forma de evitar o problema, Eickhoff lembra aos produtores rurais que sigam as instruções corretas para aplicação de defensivos. “O que os produtores precisam saber é que existem horários corretos para a aplicação de defensivos. Outra situação a ser observada é a velocidade do vento. Seguindo todas as especificações técnicas, ninguém terá problema e nenhuma cultura será prejudicada”, conclui o presidente. 


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink