Fiscais dão novo prazo ao governo

Agronegócio

Fiscais dão novo prazo ao governo

Os fiscais federais agropecuários, em estado de greve desde o dia 2 de agosto, decidiram estender a trégua dada ao governo federal até o dia 23 de agosto
Por:
94 acessos

Os fiscais federais agropecuários, em estado de greve desde o dia 2 de agosto, decidiram estender a trégua dada ao governo federal até o dia 23. O primeiro prazo acabou ontem, após a categoria rejeitar a proposta apresentada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) com um aumento de 20,3%, dividido em três etapas, nos meses de fevereiro de 2008, 2009 e 2010, além da revisão salarial. Eles querem um reajuste de 45%.

O impasse poderá ser solucionado na próxima terça-feira, quando os representantes da Associação Nacional dos Fiscais Agropecuários (Anffa) reúnem-se com integrantes do Ministério do Planejamento, do Mapa e da Comissão e Agricultura da Câmara e do Senado Federal. “Nessa proposta o governo retrocedeu em alguns pontos e se não houve melhora dela a categoria irá voltar a cruzar os braços”, disse o presidente da Associação dos Fiscais Federais Agropecuários do Ministério da Agrocultura do Estado do Paraná (Affama), Clemente Martins.

O acordo proposto pelo governo previa ainda que a categoria seria beneficiada por futuros reajustes já autorizados para os Especialistas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Essa equiparação de vencimentos se baseia na semelhança entre as atividades desenvolvidas pelas categorias. A segunda paralisação, iniciada no dia 24 de julho, foi suspensa no dia 2 de agosto depois de um acordo firmado entre os representantes da categoria e do Ministério da Agricultura.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink