Fiscais do Ministério do Trabalho intensificam vistorias nos pomares paulistas

Agronegócio

Fiscais do Ministério do Trabalho intensificam vistorias nos pomares paulistas

As condições melhoraram em algumas propriedades
Por:
324 acessos

Fiscais do Ministério do Trabalho intensificam as vistorias em pomares de laranja da região de Bebedouro, em São Paulo. Em algumas propriedades, as condições melhoraram.

Vinte auditores fiscais do Ministério do Trabalho e Emprego se dividem em equipes de duas ou três pessoas. Nos pomares eles conferem os equipamentos individuais dos colhedores de laranja. Homens e mulheres precisam usar luvas, chapéu com prolongamento para o pescoço, proteção para pernas e braços e óculos.

Os auditores se surpreenderam com a qualidade das garrafas de água e com as marmitas térmicas dos trabalhadores. Esse é um avanço em relação ao constatado em anos anteriores. O que não se repete em relação aos banheiros. Além de nunca serem usados pela distância do local de trabalho, a estrutura está inadequada.

“Não é um vaso sanitário. É uma estrutura de metal que não da a sustentabilidade. É completamente irregular o terreno. Tem até risco de queda”, disse Edmundo de Oliveira Neto, auditor fiscal do Ministério do Trabalho.

Uma irregularidade frequentemente detectada pelos fiscais está nos ônibus que transportam os trabalhadores. Muitos veículos já deveriam estar fora de circulação porque têm mais de 20 anos de uso. Um deles, fabricado em 1958, tem o laudo de vistoria aprovado pelo DER válido até junho de 2010. O motorista disse que circula com autorização da Justiça.

“Esse carro, em teoria, não pode rodar por ser de 1985 e tem 24 anos. Então, está fora completamente dos legalizados. Vamos ver o que diz a liminar para ver o que pode acontecer”, disse José Celso Soares, auditor fiscal do Ministério do Trabalho.

Nove propriedades foram fiscalizadas nos municípios de Bebedouro e Barretos. Uma frente de trabalho foi interditada. O balanço da operação será divulgado na sexta-feira.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink