Florence: Conferência da Juventude é estratégica para agricultura familiar
CI
Agronegócio

Florence: Conferência da Juventude é estratégica para agricultura familiar

O ministro Afonso Florence revelou que a juventude rural brasileira terá acesso, em breve, a uma nova ação do ministério do Desenvolvimento Agrário
Por:
A mobilização da juventude é estratégica para a organização econômica e política da agricultura familiar. A afirmação é do ministro do Desenvolvimento Agrário, Afonso Florence, um dos participantes da mesa de abertura da II Conferência Nacional da Juventude, que está reunindo até esta segunda (12) no Pavilhão de Feiras do Parque da Cidade, em Brasilia, cerca de 2,5 mil jovens de todo o país e da América Latina em torno de temas como inclusão digital, direitos, relações internacionais, meio ambiente e juventude no campo, entre outros.

O ministro Afonso Florence revelou que a juventude rural brasileira terá acesso, em breve, a uma nova ação do ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) destinada a sua inclusão: a Rede Brasil Rural, que será lançada na terça (13), em Porto Alegre, numa solenidade comandada pela presidenta Dilma Rousseff. O ministro explicou que a Rede Brasil Rural é “um instrumento de organização econômica das cadeias produtivas da agricultura familiar que terá como um dos principais protagonistas a própria juventude, porque é ela que vai operar esse sistema”.

A abertura da II Conferência na sexta teve a presença do presidente da República em exercício e presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia, e também dos ministros Maria do Rosário (Direitos Humanos), Tereza Campello (Desenvolvimento Social) e Gilberto Carvalho (Chefe da Casa Civil da Presidência), além de representantes de instituições governamentais brasileiras e ibero-americanas, e de entidades não governamentais. O tom dos discursos deixou claro que criar políticas públicas para promover a inclusão dos 53 milhões de jovens brasileiros, entre 15 e 29 anos, tanto no campo como na cidade, é um dos mais importantes desafios do governo federal, e tem o apoio de setores estratégicos do governo.

Juventude rural

O MDA participa da II Conferência debatendo os temas que afetam a juventude rural. Entre as políticas públicas do ministério criadas especificamente para este segmento está o Pronaf Jovem e as políticas na área do Programa Nacional da Educação na Reforma Agrária (Pronera). Durante a noite de abertura, um convênio foi assinado entre o Ministério das Comunicações e a Secretaria Geral da Presidência para a execução de projeto de inclusão digital beneficiando jovens que vivem no campo.

A II Conferência Nacional da Juventude vai analisar os resultados e o andamento, três anos depois, das 22 prioridades para a juventude definidas na I Conferência, realizada em 2008. De acordo com a secretária Nacional da Juventude, Severine Macedo, é preciso uma articulação entre educação e trabalho em todos os estados. “Precisamos criar postos de trabalho decente”, exemplificou. E acrescentou: “os jovens brasileiros estão com o coração repleto de esperanças”.
Dentre as prioridades da conferência está assegurar a aprovação do Estatuto Nacional da Juventude e o Plano Nacional da Juventude em tramitação no Congresso Nacional. Outra prioridade é debater as ações que visem a combater a violência contra a juventude negra.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.