França anuncia fim do uso de glifosato em 2021

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o nosso site e as páginas que visita. Tudo para tornar sua experiência a mais agradável possível. Leia os Termos de Uso e a Termos de Privacidade.


CI
PROIBIÇÃO

França anuncia fim do uso de glifosato em 2021

País quer reduzir uso de pesticidas pela metade até 2025
Por: -Leonardo Gottems

O ministro da Agricultura da França, Didier Guillaume, confirmou que o país eliminará o uso de glifosato até 2021, com exceções limitadas. Além disso, ele elogiou bastante a agricultura orgânica e anunciou que a França planeja reduzir pela metade o uso de pesticidas, inseticidas e fungicidas até 2025. 

Por outro lado, os agricultores franceses e o principal sindicato rural da França, FNSEA, reagiram negativamente com anúncios públicos destacando o risco para os consumidores franceses em termos de segurança, qualidade e quantidade de alimentos.O ministro acrescentou que exceções poderiam ser concedidas para a produção agrícola em casos específicos em que nenhum produto alternativo estivesse disponível. Ele destacou que a França está trabalhando no desenvolvimento de outras opções para os agricultores. 

Nesse cenário, Guillaume afirmou que todos os produtos químicos são problemáticos e seu objetivo como ministro era reduzir ou eliminar a dependência da agricultura francesa em qualquer produto ativo, não apenas o glifosato. O ministro aconselhou os agricultores franceses a voltarem a usar rotação de culturas, cobertura de cultivos e métodos agronômicos básicos que ele disse que os avós dos fazendeiros usaram e foram esquecidos. 

Em janeiro de 2021, o governo francês está determinando uma separação completa das organizações que vendem produtos e fornecendo conselhos de produção aos agricultores, a fim de alcançar sua meta de reduzir o uso de pesticidas pela metade até 2025. Quando implementada, isso significa que as cooperativas não podem mais fornecer assessoria técnica aos agricultores e vender o produto que apresentam como uma solução. Este mandato irá adicionar custos de administração para a maioria das cooperativas. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink