Franceses aquecem parreirais com velas
CI
Imagem: Divulgação
ESTRATÉGIA

Franceses aquecem parreirais com velas

Região da Borgonha está sofrendo com ondas de frio fora de época
Por: -Eliza Maliszewski

A prática é inusitada. Vitivinicultores franceses usam velas para aquecer os parreirais. A estratégia é adotada para que a geada não acabe com a produção. A região de Chablis, na Borgonha, região conhecida ao redor do mundo por seus vinhos frutados e ácidos, está sofrendo com ondas de frio na Primavera.

O parreiral de Laurent Pinson brilha com milhares de pontos de luz laranjas. Ele espalhou entre 300 e 600 grandes velas, como se fossem tochas, pela sua plantação. “O clima está mudando e o plantio de vinhedos será provavelmente o primeiro cultivo impactado pela mudança climática. Os ciclos vegetativos são mais curtos, são diferentes, aceleraram, o que leva a um círculo vicioso, porque quão menor”, destacou.

Embora pareça diferente a estratégia não é nova na região. Em 2016 as lavouras também foram iluminadas pelas chamas, recuperando uma tradição antiga no país. O calor proporciona aumento da temperatura no local evita a formação das geadas.

Os vinhos da Borgonha, região localiza a leste de Paris, são famosos pelo mundo e conhecidos como os melhores, tendo rótulos entre os mais caros. Na região a maioria dos rótulos vem de Pinot Noir e Chardonnay. Chablis possui um dos solos mais calcários da região, com resquícios de fósseis marinhos e seus vinhos estão entre os brancos mais longevos do mundo.
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink