Frango, ovo, milho e inflação em abril de 2014
CI
Agronegócio

Frango, ovo, milho e inflação em abril de 2014

Nos 12 meses encerrados em abril de 2014, inflação acumulou variação de 8,10%
Por:

Nos 12 meses encerrados em abril de 2014 a inflação calculada a partir do IGP-DI da Fundação Getúlio Vargas acumulou variação de 8,10%, o índice mais elevado desde março de 2013.

À primeira vista essa alta variação não afetou frango e ovo, visto que o preço médio pago ao produtor no mesmo período aumentou 11,63% no caso do frango vivo e perto de 10% no caso do ovo.

Mas as coisas não são bem assim. Porque, principalmente, nesses 12 meses a principal matéria-prima do setor, o milho, aumentou 22,5%, deixando visível a perda de poder aquisitivo do avicultor.

Não é só, porém. Pois, no longo prazo (isto é, desde a implantação do real, em julho de 1994), frango e ovo perdem tanto do milho quanto da inflação acumulada em quase duas décadas.

Em outras palavras, o frango vivo alcançou, em abril passado, valor correspondente a 72,06% da inflação acumulada no período, enquanto o preço pago pelo ovo ficou a 67,45% da inflação. 

É verdade que o preço do milho também evoluiu aquém do índice inflacionário. Mas sua perda é menor que a do frango e do ovo, pois o valor médio alcançado em abril passado ficou a 77,76% da inflação acumulada.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink