Frango abatido: desempenho em abril e no primeiro quadrimestre de 2021

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o nosso site e as páginas que visita. Tudo para tornar sua experiência a mais agradável possível. Leia nossos Termos de Uso e Termos de Privacidade. Ao clicar em Aceitar & Fechar, você consente com a utilização de cookies.


CI
Imagem: Pixabay
PECUÁRIA

Frango abatido: desempenho em abril e no primeiro quadrimestre de 2021

Em abril corrente o frango abatido apresentou desempenho que é extremamente raro no setor
Por:

Em abril corrente o frango abatido apresentou desempenho que, mesmo não sendo inédito, é extremamente raro no setor: ocorrência do melhor preço do período na segunda quinzena do mês. Mesmo antes de finda a primeira quinzena as expectativas para o restante do mês eram as piores possíveis. Primeiro, porque o período vinha sendo marcado por preços inferiores aos da mesma quinzena do mês anterior. Segundo, porque se prenunciava que a segunda metade do mês seria ainda pior. Aliás, como é de praxe no setor.

Foi então que começou, Brasil a fora, a flexibilização do isolamento social, com a concomitante retomada das atividades do segmento atendido pelo food-service (restaurantes, bares, lanchonetes). Isto somado ao pagamento das primeiras parcelas do auxílio emergencial foi o suficiente para que houvesse total reviravolta no panorama até então enfrentado.

O aumento de pouco mais de 6,6% em relação a março não proporciona a exata dimensão do dinamismo do mercado ocorrida a partir de meados de abril. Então, para demonstrar, vale observar que ao final da segunda semana do mês o incremento em relação ao preço inicial de abril não passava de 1%. Já os incrementos contínuos a partir da terceira semana representaram, até o início desta semana (quando os preços se estabilizaram) valorização de quase 13%. Isto, em 10 dias de negócios.

O fato principal é que, embora a cotação média do mês não apresente grande diferença em relação àquela registrada em novembro do ano passado (valorização inferior a 1% ou apenas 5 centavos a mais), em abril corrente o frango abatido alcança recorde histórico de preço.

Observando que, em comparação a abril de 2020, a atual média é mais de 60% superior, pode-se antecipar que em maio próximo esse diferencial será ainda maior. De um lado, porque um ano atrás, no bimestre abril-maio (e por conta da primeira onda de Covid-19), o preço do frango abatido retrocedeu a um dos menores níveis da década passada; de outro lado, porque a oferta do próximo mês tende a ser menor que a de abril corrente, por conta dos proibitivos custos de produção. Em suma, o recorde de abril deve ser superado.
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink