Frango abatido encerra o mês valendo menos que há dois anos

Agronegócio

Frango abatido encerra o mês valendo menos que há dois anos

Neste ano prevalecia a expectativa de valorização
Por:
1116 acessos

Sem ter apresentado qualquer valorização na primeira quinzena do mês (período decisivo do Campeonato Mundial de Futebol), o frango abatido vai chegando ao final de julho com, praticamente, o mesmo valor nominal de julho de 2012. Como, nesses dois anos, a variação acumulada pela inflação ficou em, pelo menos, 13%, o valor real atual do produto é significativamente inferior ao de dois anos atrás.

Em 2012 e 2013, no mês de julho, o preço do frango abatido teve o comportamento habitual de toda primeira quinzena de mês. Ou seja, valorizou-se de forma mais acentuada no período de pagamento dos salários (primeiros dias do mês), entrando a seguir em relativa estabilização. Na segunda quinzena, como é praxe, despencou.

Neste ano, ainda mais com a Copa, também prevalecia a expectativa de valorização, senão na quinzena inicial do mês, ao menos nos 10-12 primeiros dias de negócios. Mas o que ocorreu foi o inverso, uma desvalorização. Com queda quase que inédita em relação à segunda quinzena do mês anterior.

Para exemplificar e comparar, em 2013 o frango abatido obteve na primeira quinzena de julho uma remuneração média 7% superior à alcançada nos quinze dias anteriores, segunda quinzena de junho. Neste ano, com Copa e tudo, enfrentou desvalorização de quase 3%.

E mesmo que nestes dois últimos dias de julho mantenha o preço alcançado ontem, vai percorrer os primeiros dias de agosto valendo menos que há dois anos. Até nominalmente.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink