Frango vivo: em novembro, comportamento oposto ao sazonal

Frango vivo

Frango vivo: em novembro, comportamento oposto ao sazonal

Preço do frango vivo vinha acompanhando a curva sazonal de preços do produto
Por:
18 acessos

Há pouco mais de um mês o AviSite comentou que em 2018 o preço do frango vivo vinha acompanhando a curva sazonal de preços do produto – a ponto de fechar os 10 primeiros meses do ano com variação (positiva) de apenas 1,4% em relação à média registrada no mesmo período dos 23 anos anteriores.

Mas em novembro corrente esse comportamento foi subvertido. Primeiro, porque o esperado (pela curva sazonal) era uma ligeira alta, de pouco mais de 1%, em relação a outubro. Mas o que se viu foi uma baixa e, praticamente, o retrocesso à menor média dos últimos seis meses. Segundo, porque a baixa enfrentada foi bem mais significativa que a apontada no gráfico.

Como registrou, no mês, preço médio próximo de R$3,02/kg, o frango vivo comercializado no interior paulista ainda alcançou valor superior aos de julho e agosto, meses em que foi cotado por R$3,00/kg. Mas isso, só à primeira vista.

Porque as cotações diárias vigentes no mês – R$3,10/kg até o dia 6; R$3,00/kg no restante do período – se transformaram em mero referencial, visto que grande parte das transações efetuadas em novembro foram efetuadas por até R$2,50/kg, ou seja, até cinquenta centavos abaixo da cotação referencial.

É impossível levantar o preço médio real praticado no mês. Mas, considerados os mínimos e máximos registrados, não será de todo equivocado afirmar que girou em torno dos R$2,83/kg, o que significa que ficou quase 10% acima da média registrada em 2017 – pouco mais de R$2,58/kg.

Naturalmente, não foi um mau resultado. Porém, se tivesse acompanhado a curva sazonal – como ocorreu nos meses anteriores – teria alcançado preço médio pelo menos 16% superior à média de 2017, algo próximo dos R$3,00/kg. Mas, como se observou, esse valor – inalterado na maior parte do mês – serviu apenas para inglês ver, pois, menores que o preço médio de novembro, apenas os dos cinco primeiros meses de 2018.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink