Frango vivo: novos ajustes beneficiam, a um só tempo, São Paulo e Minas Gerais
CI
Imagem: Pixabay
PECUÁRIA

Frango vivo: novos ajustes beneficiam, a um só tempo, São Paulo e Minas Gerais

Frango vivo obteve o terceiro reajuste de preço do mês e do ano
Por:

Na quinta-feira (10), no interior paulista, o frango vivo obteve o terceiro reajuste de preço do mês e do ano. De dez centavos, como os dois anteriores. Foi comercializado por R$4,50/kg e, assim, apenas retornou ao mesmo valor que havia alcançado quase dois meses atrás, em meados de dezembro passado. Porém, ainda se encontra mais de 2% aquém dos R$4,60/kg que vigoraram por cinco semanas contínuas entre os meses de novembro e dezembro.

Desta vez Minas Gerais desencantou. Operando com a mesma cotação – R$4,25/kg – desde meados de dezembro (quase dois meses de vigência, sem qualquer alteração), também obteve reajuste de 10 centavos. Assim, operando agora em mercado firme, o frango vivo mineiro foi comercializado por 4,35/kg.

À primeira vista, há pouco espaço para mais movimentações do gênero, pois a primeira quinzena de fevereiro vai chegando ao fim. Porém, o mercado permanece aquecido. E não só internamente mas, ao que tudo indica, também externamente.

Além disso, a carne de frango continua sendo distinguida pelo consumidor por sua competitividade frente à carne bovina. E isso, somado à nova reativação das atividades econômicas (inclusive com a retomada, em vários casos, do ano letivo) soma positivamente na demanda do produto.

Em suma, pois, nada impede que se chegue novamente aos valores recordes registrados no final do ano passado. O que, ressalte-se, não deve representar nenhum ganho, pois os custos permanecem elevados.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink