Frango

Frango vivo paulista sofre segunda baixa da semana

Derrocada do frango vivo paulista prossegue de forma lancinante
Por:
122 acessos

A derrocada do frango vivo paulista prossegue de forma lancinante. Ontem, 27, pela segunda vez na semana e terceira em quatro dias de negócios, o mercado impôs às negociações nova baixa de cinco centavos, com o que o produto foi comercializado por R$2,20/kg. Com isso, a redução acumulada em menos de uma semana supera os 8%, enquanto em 30 dias chega a 8,33% e em doze meses a, praticamente, 17%.

Como em Minas Gerais o preço de referência permanece inalterado em R$2,10/kg desde 27 de fevereiro passado, a variação mensal agora fica em “zero”, mas comparativamente a 27 de março de 2017 a redução registrada vai além dos 22%.

Repetindo o que vem sendo dito à exaustão há um bom tempo, tanto em São Paulo como em Minas Gerais as cotações divulgadas permanecem apenas como um referencial, porque boa parte dos negócios continua sendo realizada por valores inferiores, o que faz com que uma parcela das transações realizadas perceba remuneração inferior a R$2,00/kg. 

Isso apenas ressalta o drama enfrentado pelos produtores. Pois, de acordo com o levantamento mensal da Embrapa Suínos e Aves, em fevereiro passado o custo de produção do frango (em Minas Gerais, para um aviário com climatização positiva) foi de R$2,28/kg, ou seja, antes ainda do fechamento do mês já era superior ao valor recebido. E como em março corrente esse custo só vem aumentando, os prejuízos com a criação continuam em grave e preocupante ascensão.

Em São Paulo fala-se de um custo em torno de R$2,60/kg, o que significa perda de 40 centavos por ave criada – isto, se o produtor conseguir remuneração pelo valor referencial. E, dado também que a retirada das aves vivas tem sido postergada (devido à péssima saída do frango abatido e ao aumento dos estoques), a consequência ainda pior vem sendo a obtenção de frangos com mais de 3 kg, resultado que implica em prejuízos bem superiores a R$1,00/kg. 

Embora possam ter um custo menor (devido aos grandes volumes produzidos) as empresas integradas não escapam a esse prejuízo. Pois, neste momento, o frango abatido resfriado está sendo comercializado, no Grande Atacado da cidade de São Paulo, por valores que variam entre R$2,50 e R$2,65/kg. Não chegam, portanto, a cobrir os custos de abate.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink