CI

Frente fria avança no Sudeste

Já as temperaturas entram em declínio no Sul


Foto: Arquivo

A sexta-feira (08/12) será marcada por uma condição de tempo característica da época do ano. Mesmo se aproximando do verão, algumas frentes frias – sistema muito associado à chuvas – conseguem avançar sobre o país garantindo os corredores de umidade.

Deste modo, as instabilidades deverão ocorrer de forma mais abrangente na faixa noroeste/sudeste do país, passando por setores do centro-oeste. 

São esperadas chuvas intensas sobre o leste do Sudeste, com volumes que devem superar os 30 mm no decorrer do período, além das condições de tempestades que podem ser acompanhadas de granizo. 

 Já em setores do Nordeste do Brasil, a massa de ar quente e seco persiste, mantendo as condições de tempo firme e diminuindo ainda mais as condições para chuvas. Apesar de algumas instabilidades surgindo no litoral da região, em função dos ventos oceânicos.

Agora, o maior destaque do dia, será o avanço de uma massa de ar mais fria e seca pela fronteira sul do país, o que deve reduzir as temperaturas na região, trazendo um amanhecer ameno e reduzindo o calor no período da tarde, especialmente no estado gaúcho.

Região Norte: Chuvas volumosas avançam sobre o Norte do Brasil.
O cenário para esta sexta-feira indica uma maior probabilidade de chuvas volumosas sobre a região. Contudo, essas instabilidades ainda ficam concentradas sobre o Amazonas, avançando sobre Rondônia. Mesmo com a elevada probabilidade de chuvas, o registro das instabilidades será de forma irregular. Os maiores volumes devem superar a marca dos 40 mm, mas ocorrendo em poucas estações. Já em setores do leste da região, o calor será intenso, e com a maior presença de umidade no ar, a sensação térmica pode facilmente passar dos 40°C. 

Região Nordeste: Massa de ar quente e seco domina o Brasil nesta sexta-feira
A presença de uma massa de ar quente e seco deve dominar as condições de tempo ao longo desta sexta-feira. Praticamente todos os setores da região terão o predomínio de sol e pouquíssimas condições para chuvas. Apenas alguns pontos ao sul do Maranhão, as projeções indicam maiores condições para a ocorrência de precipitações, mas que devem acontecer de forma isolada e passageira. Condição semelhante é observada na costa da região, devido a influência dos ventos úmidos do oceano. 

Região Centro-Oeste: Chuva melhora em MT e MS, mas calor intenso em GO
Os corredores de umidade seguem ativos sobre a região, inclusive, com poucas alterações em relação ao dia anterior. Portanto, são esperadas chuvas melhor distribuídas sobre o Mato Grosso do Sul e nas áreas do oeste e sul de Mato Grosso. Já em setores do nordeste Mato Grossense e praticamente todo o estado de Goiás, devem registrar o predomínio de uma massa de ar quente e seco, garantindo a presença do sol no período da tarde, resultando em um maior aquecimento. A previsão indica temperaturas próximas dos 40°C, com  índices de umidade abaixo dos 20% nos horários mais críticos. 

Região Sudeste:  Tempestades no sul de Minas e RJ devem trazer chuvas e granizo.
A permanência dos corredores de umidade e o reforço das instabilidades provocadas pela atuação de uma frente fria no oceano, traz um ambiente propício para a ocorrência de temporais sobre boa parte da região. Essas chuvas podem acontecer a qualquer momento do dia, mas é no período da tarde que as nuvens carregadas surgem com maior intensidade. Áreas do sul de Minas e Rio de Janeiro, devem receber as chuvas de maior intensidade no dia, com possibilidade de temporais localmente fortes e até mesmo queda de granizo isolado. Mesmo com a presença das chuvas, as temperaturas seguem elevadas, ocasionando uma sensação de abafamento. Por outro lado, a metade norte de Minas Gerais, segue com o predomínio de tempo seco. 

Região Sul: Massa de ar frio e seco derruba temperaturas e desloca chuvas
O avanço de uma massa de ar seco e frio, deve deslocar as chuvas para a metade norte da região. Além disso, os termômetros devem amanhecer com registros abaixo dos 10°C nos pontos de maior altitude, sobretudo nas serras do norte gaúcho e nas serras catarinenses. O período da tarde, também deve registrar uma redução nas temperaturas em relação ao dia anterior. Já em relação às chuvas, elas devem ocorrer, de forma concentrada, sobre o estado do Paraná, especialmente em áreas do nordeste do estado., onde os volumes devem se aproximar dos 20 mm no decorrer do dia.

A análise é do meteorologista do Portal Agrolink, Gabriel Rodrigues com revisão de Aline Merladete

 

Assine a nossa newsletter e receba nossas notícias e informações direto no seu email

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.