Frente Parlamentar da Agropecuária terá novo comando a partir de fevereiro

Agronegócio

Frente Parlamentar da Agropecuária terá novo comando a partir de fevereiro

Deputados Nilson Leitão e Tereza Cristina assumem o comando da Frente Parlamentar da Agropecuária
Por:
958 acessos

Deputados Nilson Leitão e Tereza Cristina assumem o comando da Frente Parlamentar da Agropecuária

O ano de 2017 será marcado pelo desafio da retomada de pautas do setor produtivo rural que ainda não foram concluídas na Câmara dos Deputados e no Senado. A previsão foi feita no dia 13 de dezembro, pelo deputado mato-grossense Nilson Leitão, logo após ter sido eleito presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA). Inicialmente, a deputada sul-mato-grossense Tereza Cristina será a vice-presidente.

“A lei de licenciamento ambiental, a nova legislação que queremos; a legislação trabalhista rural, que inclusive é de nossa autoria; a finalização da CPI da Funai e do Incra, que nós queremos encerrar e fazer uma proposta ao governo federal; a lei de cultivares, que também queremos concluir”, citou Leitão, ao tratar dos trabalhos projetados para 2017.

O parlamentar destacou ainda a questão fundiária entre os principais temas a serem tocados pela Frente Parlamentar da Agropecuária nos próximos dois anos.

CONSENSO

Em uma eleição marcada pelo consenso, ficou acertado que Nilson Leitão presidirá a FPA em 2017; e no ano seguinte, ele passará o comando à deputada Tereza Cristina que, inicialmente, será a vice-presidente. A posse da nova diretoria vai ocorrer no próximo mês de fevereiro.

Tereza Cristina destaca a responsabilidade da missão que está assumindo: “Teremos muitos embates na Câmara e muitas matérias vão precisar ser ajustadas. Mas eu gosto do bom combate e vamos continuar trabalhando para desenvolver o trabalho que foi feito pelo deputado Marcos Montes para que o agronegócio continue sendo o segmento mais importante da economia brasileira”.

O deputado Marcos Montes, atual presidente da FPA, considera que os novos parlamentares à frente da entidade darão continuidade às lutas da agropecuária brasileira, setor que vem garantindo os melhores números à economia brasileira.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink