Frete trava exportações brasileiras de arroz
CI
Imagem: Pixabay
LEVANTAMENTO

Frete trava exportações brasileiras de arroz

Só em agosto, o preço do transporte marítimo teve aumento médio de 217%, chegando até 450%, em relação a maio
Por: -Aline Merladete

O alto custo dos fretes marítimos e a falta de contêineres continuam prejudicando as exportações brasileiras de arroz. Só em agosto, o preço do transporte marítimo teve aumento médio de 217%, chegando até 450%, em relação a maio.

De acordo com as informações do novo levantamento da Associação Brasileira da Indústria do Arroz (Abiarroz)., este cenário resultou em uma perda para o setor de R$ 36,4 milhões no primeiro semestre de 2021. Além disso, fez com que as vendas externas do cereal para os EUA caíssem mais de 70% em julho, em comparação ao mesmo mês de 2020. Ainda segundo o levantamento realizado pela associação, 100% das empresas exportadoras de arroz tiveram redução dos embarques e 100% perderam vendas externas em agosto, em consequência do alto custo do frete marítimo e da falta de contêineres.

O levantamento aponta ainda que houve aumento dos mercados mais afetados pela redução de exportações decorrente da elevação do preço dos fretes. No primeiro estudo realizado pela Abiarroz, entre maio e junho, os principais destinos afetados foram o Peru e os EUA. Na atualização da pesquisa, realizada em agosto, além de Peru e EUA, as vendas brasileiras também foram reduzidas para o México, Chile, Canadá e países da África.

 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.