Agronegócio

Frigorífico compra novos lotes com cautela; preço do gado oscila pouco

O mercado brasileiro de boi gordo segue em ritmo lento, com compradores cautelosos na aquisição de novos lotes de animais.
Por:
566 acessos

O mercado brasileiro de boi gordo segue em ritmo lento, com compradores cautelosos na aquisição de novos lotes de animais, devido às dificuldades de venda da carne no atacado. No estado de São Paulo, entre 25 de maio e 1º de junho, o Indicador ESALQ/BM&FBovespa do boi gordo registrou ligeiras oscilações, mas subiu 0,7%, fechando a R$ 156,43 nessa quarta-feira, 1º.

O crescente desenvolvimento econômico nos últimos anos em países asiáticos pode favorecer o mercado brasileiro de pecuária bovina, na medida em que eleva a demanda pela carne nacional. O Brasil já vem exportando bons volumes a esses países e incrementos ainda maiores nos embarques podem ocorrer por meio de aumento na produtividade no campo. Resultados da rede internacional de pesquisas, Agri Benchmark, mostram que o principal desafio da pecuária brasileira é o aumento na produtividade.

Segundo dados da Agri Benchmark, o Brasil registra um dos piores desempenhos no que se refere à produtividade e, ainda assim, produz carne mais barata que outros concorrentes, como Estados Unidos e Austrália. Um manejo mais adequado no campo pode resultar em fortes incrementos na produtividade.
 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink