Frio intenso prejudica pecuária gaúcha

Agronegócio

Frio intenso prejudica pecuária gaúcha

Maior impacto é na ovinocultura e bovinocultura de corte e de leite. Plantio de cebola deve atrasar
Por:
386 acessos

Depois de contabilizar perdas com a seca, produtores gaúchos enfrentam o inverno rigoroso, que traz prejuízos ao campo. A previsão é que as baixas temperaturas continuem em todas as regiões nesta semana, e a geada deve ser forte, em especial na Metade Sul, conforme a Metsul Meteorologia.

O técnico da Emater Fábio Schlick explica que a geada, registrada em municípios como Passo Fundo, impede o crescimento das pastagens. Os prejuízos, acrescenta, não devem ser tão grandes, pois as temperaturas têm passado os 10 graus durante o dia. A geada é problema para os animais mais fracos. 'O impacto maior deve ser nos cordeiros recém-nascidos e nos animais de corte.'

Conforme o presidente da Associação Rural de Bagé, Eduardo Suñe, a situação preocupa, e a falta de animais para abate deve se agravar. O gado jovem é o mais prejudicado. 'Mesmo com a volta das chuvas e a melhora dos campos, esses animais não vão recuperar a estrutura óssea.' Há preocupação com o gado de cria, pois as vacas, debilitadas pela falta de alimento, começam a parir em agosto. Há perdas na ovinocultura. 'Parte dos cordeiros morre com o frio intenso.'

Em Santana do Livramento, na região de Marco Lopes, a situação das pastagens também preocupa. A Cooperforte aponta redução de 40% no recolhimento do leite entregue por 250 associados.

Em Rio Grande, de acordo com o vice-prefeito Adinelson Troca, a situação é semelhante. O plantio das mudas de cebola de ciclo médio e tardio, previsto para o final de julho, vai atrasar, pois as mudas não crescem.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink