Agronegócio

Fumicultores e indústrias retomam negociação no Sul

A negociação do preço do fumo deve ser retomada na segunda quinzena deste mês
Por: -Redação
1 acessos

A negociação do preço do fumo produzido no Sul do Brasil na atual safra deve ser retomada na segunda quinzena deste mês. A data e o local serão anunciados nesta semana, quando todas as fumageiras também voltam a comprar o produto depois de 15 dias de férias coletivas. A safra 2006/2007, cuja produção é estimada em 715 mil toneladas, deverá gerar cerca de R$ 4 bilhões em receita para os agricultores.

A pedido dos fumicultores e das prefeituras da região, as empresas iniciaram o recebimento em dezembro, mas o volume negociado ficou abaixo do previsto pelo Sindicato da Indústria do Fumo (Sindifumo). A expectativa era receber cerca de 2% da produção. No entanto, pouco mais da metade disso passou pelas esteiras. O pico da comercialização deverá ocorrer em fevereiro, após a definição do preço. Até lá, vale a tabela da safra passada.

O presidente da Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra), Marcilio Drescher, prevê dificuldades nas negociações. Ele informou que a idéia das 16 entidades que representam os agricultores dos três estados do Sul é cobrar um índice de reajuste que recupere a lucratividade do fumicultor. O percentual será acertado na véspera da reunião com os representantes das indústrias, que não deram indicativo de reajuste no preço do fumo para esta safra. A remuneração da mão-de-obra deverá ser, novamente, o ponto mais polêmico da negociação. Na reunião de novembro, houve divergência quanto aos critérios de avaliação desse item.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink