Fundação Chapadão homenageou Dr. José Tadashi nas novas instalações do laboratório

Agronegócio

Fundação Chapadão homenageou Dr. José Tadashi nas novas instalações do laboratório

As ampliações e melhorias do laboratório, foi uma ação de parceria entre a Bayer, Fazenda Campo Bom e Fundação Chapadão
Por:
1753 acessos

A Fundação Chapadão, realizou na manhã desta terça-feira 22, a inauguração oficial, das ampliações do seu Laboratório de Diagnose de Doenças, Insetos, Plantas, Nematoides, Patologia e Germinação de Sementes.

Com a presença de ex-presidentes, de membros da diretoria, estagiários, a Fundação Chapadão, denominou o Laboratório, com o nome do fitopatologista Dr. José Tadashi Yorinori. Uma homenagem ao fitopatologista, considerado um dos melhores e mais renomados do Brasil e um dos maiores parceiros na área de pesquisa da entidade.

As ampliações e melhorias do laboratório, foi uma ação de parceria entre a Bayer, Fazenda Campo Bom e Fundação Chapadão.

Com as novas instalações, o laboratório está capacitado para catalogar milhares de analise anualmente. A responsabilidade será da Engenheira Agrônoma Mestre Alexandra Botelho de Lima Abreu e os Eng. Agr. Dr. Germison Vital Tonquelski, o Eng. Agr. Me. Edson Pereira Borges, o Eng. Agr. Me. Alfredo Ricieri Dias e a Bióloga Ma. Débora Cristina Agnes.  “Hoje temos estruturas, ambiente e laboratório, de entidade privada, a serviço da agropecuária, como poucos no mundo”. Afirma o diretor Edson Borges

O descerramento da fita do laboratório, foi feito pelo presidente Adriano Loeff, Edson Borges, Rafael Barbiero –DM da Bayer e ex-presidentes da Fundação.

O Diretor Executivo da Fundação Edson Borges, apresentou um slide dos dados estatístico dos serviços realizados desde de 2005, pediu que os produtores, levem amostram para uma diagnose das lavouras, porque é importante este monitoramento para ajudar nas prevenções e no controle das doenças e pragas.

O pesquisador fez um alerta aos produtores, lembrando que o ano de 2007, foi o que apresentou um maior volume de chuvas nos meses agosto e setembro e, em consequência disso, também ocorreu o maior volume de surgimento mais cedo da ferrugem asiática e, esse ano de 2016, o fenômeno voltou a repetir com as chuvas, portando é necessário um monitoramento constante nas lavouras.

Ao final da apresentação o diretor Edson Borges, agradeceu as empresas parceiras, os colaboradores, os estagiários e a imprensa local pelo trabalho comprometido e eficiente para a evolução da Fundação Chapadão.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink