Agronegócio

Fundação MS recomenda monitoramento constante na soja

O monitoramento deve ser feito pelo menos duas vezes na semana
Por: -Paulo Roberto
1 acessos

A Fundação MS continua alertando os produtores, com relação o aparecimento da ferrugem asiática, causada pelo fungo phakopsora pachyrhizi. Para o engenheiro agrônomo da SOS Soja, Ricardo Barros, esse é o clima ideal para o aparecimento da ferrugem. Por isso é bom o produtor ficar atendo, ele lembra ainda que o controle preventivo é o mais eficaz, porém o custo é maior. Monitorar área plantada, analisar as condições climáticas, não descuidar, o monitoramento deve ser feito pelo menos duas vezes na semana.

Com relação ao auxílio da Fundação MS ao produtor da região, Barros reitera e conclama o produtor rural que o laboratório SOS Soja da Fundação MS está a inteira disposição para diagnosticar todo tipo de doenças, principalmente a ferrugem asiática, “ o agricultor envia a mostra da planta suspeita, recebe um diagnóstico da doença, como prevenir e combater, estamos cobrando uma taxa simbólica de 5 kg de alimentos não perecíveis, que faz parte da campanha da Fundação MS – Natal sem fome, e será revertido à famílias carentes de Maracaju”. Enfatizou Ricardo.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink