Fundação MT inicia mais um ciclo de palestras no campo

Agronegócio

Fundação MT inicia mais um ciclo de palestras no campo

As projeções da APINCO sugerem que em setembro o potencial brasileiro de produção de carne de frango apresentou o menor valor nominal
Por:
223 acessos

As projeções da APINCO baseadas na produção de pintos de corte sugerem que em setembro passado o potencial brasileiro de produção de carne de frango apresentou o menor valor nominal em quase 20 meses. O volume apontado – pouco mais de 1,073 milhão de toneladas – correspondeu a reduções de 4,76% e 5,88% sobre, respectivamente, o mês anterior e o mesmo mês do ano passado.

“O melhor momento para agir é agora”. É com este tema que a Fundação de Apoio à Pesquisa Agropecuária de Mato Grosso (Fundação MT), convida a classe produtora do Estado para o ‘É Hora de Cuidar 2016’, evento que será realizado de 7 a 24 de novembro e vai percorrer oito municípios, levando informações de pesquisa para o cuidado e manejo da soja. O slogan escolhido ressalta que para começar uma mudança e fazer algo novo e melhor é necessário ação, e, o melhor momento para agir é hoje, é neste exato momento. 

A programação é formada por três momentos: Nematoides: um desafio contínuo, com a nematologista da Fundação MT, Rosangela Silva, Problemas crescentes da soja: percevejos e mosca branca, com a entomologista da instituição, Lucia Vivan e Doenças da soja: ajuste fino para o momento de agir, com os pesquisadores Fabiano Siqueri e Ivan Pedro Araújo. 

As palestras serão em Sapezal (07/11), Tangará da Serra (08/11), Sorriso (09/11), Lucas do Rio Verde (11/11), Campo Verde (21/11), Primavera do Leste (22/11), Canarana (23/11) e Alto Garças (24/11). A participação no evento é gratuita, com início às 18h (coquetel) e 18h30 (abertura). 

A entomologista Lucia Vivan destaca em sua palestra a importância de monitorar a cultura em relação a insetos sugadores, principalmente em áreas de soja Bt, onde o ataque dessas pragas pode ser percebido tardiamente, prejudicando o controle. Com foco em nematoide de cisto da soja, a nematologista Rosangela apresenta resultados de ensaios e ressalta que a vigilância deve ser constante, com aplicação das ferramentas de manejo, mesmo quando se reduz a população. Com relação ao tema doenças da soja, Fabiano Siqueri e Ivan Pedro repassam ao público as principais informações do que foi planejado para esta safra e apresentam o panorama atual da ferrugem e do plantio em Mato Grosso. 


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink