Fundace/Multiplus apresenta perspectivas positivas para início de 2012


Agronegócio

Fundace/Multiplus apresenta perspectivas positivas para início de 2012

Índice de Confiança dos Fornecedores do Setor Sucroenergético
Por:
1106 acessos
Última apuração de 2011, realizada no mês de dezembro, atingiu índice de 0,54, refletindo uma perspectiva de confiança do setor para os primeiros meses de 2012

A mais recente apuração do Índice de Confiança dos Fornecedores do Setor Sucroenergético (ICFSS Fundace/Multiplus), elaborado pela AgroFEA Ribeirão Preto - Programa de Pesquisas em Agronegócio da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto da USP, em parceria com a Multiplus Feiras e Eventos e a Fundação para Pesquisa e Desenvolvimento da Administração, Contabilidade e Economia – Fundace, de 2011 atingiu o valor de 0,54.


O levantamento foi realizado no mês de dezembro e, mesmo tendo sido inferior ao quinto levantamento – realizado em outubro, que obteve índice de 0,56 –, o indicador reflete uma perspectiva de confiança para os primeiros meses de 2012. O ICFSS Fundace/Multiplus tem o intuito de identificar a opinião dos gestores do setor, auxiliando o entendimento de seu desempenho e a tomada de decisões relacionadas à evolução do segmento.
Apesar de considerarem o momento atual ruim, o resultado das expectativas indica que os gestores vêem com bons olhos os próximos meses no que se refere ao fornecimento para o setor sucroenergético, de acordo com o estudo, coordenado pelos professores Maurício Jorge Pinto de Souza e Roberto Fava Scare da FEA-RP/USP.
Analisando as variáveis que compõem o ICFSS nota-se que o indicador de Condições Atuais apresentou um leve recuo de um ponto em relação aos dois levantamentos anteriores de agosto e outubro (0,47), marcando 0,46. Quanto ao indicador relacionado às Expectativas, o que se pode observar é um cenário de otimismo (0,58), mesmo diante de uma queda de dois pontos em relação à outubro (0,60).


Condições Atuais – Dentro da série anual de 2011, essa foi a quinta queda consecutiva, sinalizando que a satisfação dos empresários do setor com a economia veio caindo no decorrer do ano. “A quebra da safra é apresentada pelos empresários como a principal justificativa para o baixo desempenho relativo do setor”, explica o Prof. Dr. Maurício Jorge Pinto de Souza.

Expectativas – Com relação aos componentes do indicador de Expectativa dos gestores, as variáveis que apresentaram maior queda foram com relação ao sistema agroindustrial sucroenergético e o fornecimento para esse sistema. De acordo com o professor, esse resultado reflete, principalmente, a preocupação e incerteza dos empresários ainda associadas à quebra de safra ocorrida em 2011, o que gerou uma capacidade ociosa nas usinas do setor e diminuiu a demanda por novos equipamentos, reparos, serviços e máquinas.
“Com a crise de oferta de cana vivenciada pelo setor sucroenergético em 2011, os fornecedores industriais sofreram com a queda no faturamento e na demanda, isso afetou diretamente a expectativa dos gestores”, completa o professor.

A última apuração de 2011 não leva em conta o fim da barreira ao etanol brasileiro nos Estados Unidos a partir de 2012 depois de 30 anos de protecionismo. O Congresso americano entrou em recesso em dezembro de 2011 sem prorrogar a legislação vigente, que incluía subsídio de US$ 0,45 por galão de etanol produzido nos Estados Unidos, assim como a tarifa alfandegária de US$ 0,54 cobrada pelo galão de etanol importado.


O que é o ICFSS - O Índice de Confiança dos Fornecedores do Setor Sucroenergético, ICFSS Multiplus/FUNDACE, é uma ponderação que reflete a maneira pela qual os gestores avaliam as condições atuais e as expectativas em relação à economia brasileira, o sistema agroindustrial sucroenergético, o setor de fornecedores do setor sucroenergético e à própria empresa. Esse indicador é construído bimestralmente através de telefonemas e internet pelo Programa de Pesquisas em Agronegócio da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto – AgroFEA Ribeirão Preto.

Fundace – A Fundação para Pesquisa e Desenvolvimento da Administração, Contabilidade e Economia (Fundace) é uma instituição sem fins lucrativos criada em 1995 pelos docentes da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto da USP para facilitar o processo de integração entre universidade e comunidade.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink