Fundecitrus pede que produtor não use fungicida proibido nos EUA
CI
Agronegócio

Fundecitrus pede que produtor não use fungicida proibido nos EUA

Inspetores dos EUA bloquearam 20 embarques de suco na semana passada
Por:
SÃO PAULO (Reuters) - A indústria brasileira de suco de laranja removeu o carbendazim de sua lista de fungicidas recomendados para produtores, após o órgão regulador para alimentos dos EUA (FDA) bloquear a entrada de diversos embarques de suco que deram positivo para o teste do agroquímico, proibido nos Estados Unidos.

Em um sinal de que a maior indústria de suco de laranja do mundo está se adaptando para acomodar a recente rejeição do FDA ao carbendazim, a fundação de pesquisa Fundecitrus, que dá suporte técnico à produtores brasileiros, retirou o químico da lista de tratamentos recomendados para a safra.

"A lista não possui força de lei. Seria necessário vir uma proibição ao carbendazim da Secretaria de Agricultura", disse Michele Carvalho, porta-voz da Fundecitrus.

Inspetores dos EUA bloquearam outros 20 embarques de suco de laranja na semana passada, 11 deles do Brasil, por conterem traços do fungicida.

"Produtores prestam atenção à nossa lista e eles estão a par dos problemas recentes do suco brasileiro entrando nos EUA", acrescentou ela.

A indústria brasileira de suco de laranja é dominada por três companhias, que produzem cerca de 30 por cento da fruta que processam, e dependem de produtores independentes.

A Sociedade Rural Brasileira fez nesta segunda-feira um alerta aos produtores: "Suspendam imediatamente o uso de Carbendazim!".

"É preciso enfatizar que, ainda que a aplicação dos produtos referidos (carbendazim e tiofanato-metilo) seja permitida pela legislação brasileira, a proibição de seu uso em pomares é crucial neste momento", disse a SRB.

Os preços dos futuros para suco de laranja concentrado têm oscilado por conta da incerteza em torno da possibilidade de o FDA banir o produto brasileiro.

O Brasil é o maior exportador do produto e os Estados Unidos importam boa parte das indústrias brasileiras. O suco brasileiro representa um décimo do consumo norte-americano.

O FDA disse que não houve mudança em seu padrão para resíduos no suco de laranja. O órgão proíbe a entrada de carregamentos com dez partes por bilhão, ou mais, de carbendazim.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.