Fungo combate cigarrinha-das-pastagens
CME MILHO (DEZ/20) US$ 3,782 (-0,26%)
| Dólar (compra) R$ 5,38 (2,78%)

Imagem: Arquivo

BIOLÓGICO

Fungo combate cigarrinha-das-pastagens

Uso também foi bem sucedido em cana-de-açúcar
Por: -Eliza Maliszewski
392 acessos

A cigarrinha-das-pastagens, uma das principais pragas que acometem a cultura, causando danos nas gramíneas forrageiras. Acomete principalmente as pastagens formadas por forrageiras do tipo brachiaria, a mais usada no Brasil. O inseto suga as seivas dos capins danificando as suas folhas. Com isso, há redução na capacidade produtiva, comprometendo a alimentação dos animais, o que causa prejuízo aos pecuaristas.

O Instituto Biológico (IB-APTA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, selecionou uma cepa de um fungo que faz o controle biológico da praga. O M. anisopliae, é inimigo natural da cigarrinha-das-pastagens, por isso, consegue controlar a praga sem a necessidade do uso de produtos químicos, o que, reduz os custos de produção. 

A cepa IBCB 425 já foi usada em dois milhões de hectares de pastagem de todo país e também se mostrou eficiente no controle da cigarrinha-da-raiz da cana-de-açúcar, já sendo utilizado em cerca de 1,5 milhão de hectares, com redução de até 70% da incidência da praga.

"Com o uso do fungo M. anisopliae, houve redução de pelo menos 30% na utilização dos inseticidas thiametoxam e imidacloprido, no controle da praga, o que traz uma economia anual aos canavicultores brasileiros de R$ 21 milhões", explica o pesquisador José Eduardo Marcondes de Almeida.
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink