Furlan reconhece que o país não está preparado para safra recorde
CI
Agronegócio

Furlan reconhece que o país não está preparado para safra recorde

Por:

O ministro de Desenvolvimento, Luiz Fernando Furlan, reconheceu ontem (08-03) que a "estrutura brasileira não estava preparada para recordes de safra e também para o crescimento de exportação de cargas gerais". Por isso, na atual safra, poderão ser tomadas apenas medidas emergenciais, preparando-se para investimentos mais expressivos para a próxima colheita.

Furlan, que fez palestra a empresários em Curitiba, visita hoje o porto de Paranaguá para conversar com a direção e com exportadores. "Nossa preocupação é que (o porto) consiga operar com eficiência", afirmou. Segundo ele, a inspeção é uma orientação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Um dos problemas do escoamento de grãos é a proibição do governo de exportar produtos transgênicos por Paranaguá. "Há uma preocupação que a determinação do governo do Estado possa fazer com que o ritmo de escoamento fique mais lento", disse. Segundo o ministro, será necessário melhorar toda a logística de produção. "Daqui a pouco, o desafio não será produzir nem vender, mas entregar", disse. "O produtor está pagando pela ineficiência do sistema".


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink