Futuros do açúcar fecham em baixa nos mercados internacionais; demanda baixa tira pressão sobre preços
CI
Imagem: Pixabay
MERCADO

Futuros do açúcar fecham em baixa nos mercados internacionais; demanda baixa tira pressão sobre preços

A lenta demanda mundial por açúcar tirou a pressão do mercado nesta quinta-feira (26) nas principais bolsas internacionais
Por:

A lenta demanda mundial por açúcar tirou a pressão do mercado nesta quinta-feira (26) nas principais bolsas internacionais. O dia foi marcado por um mercado mais consolidado e a commodity fechou em baixa na maioria dos contratos. Um corretor dos EUA disse a analistas da Reuters que o mercado ainda está preso "entre a demanda fraca e a queda na safra do Brasil".

Em Nova York a quinta-feira foi de baixa nos quatro primeiros lotes do açúcar bruto. No vencimento outubro/21 a commodity foi contratada ontem a 19,68 centavos de dólar por libra-peso, queda de 5 pontos no comparativo com a véspera, ou 0,3%. Já o lote março/22 desvalorizou 12 pontos, negociado a 20,34 cts/lb. Os demais contratos oscilaram entre queda de 6 pontos a valorização de 6 pontos.

Segundo a Reuters, nesta quinta-feira, a Consultoria Job Economia cortou suas estimativas para a safra Centro-Sul brasileira. "Já a trader de alimentos Czarnikow disse que a margem de importação de açúcar bruto da China é a mais fraca desde dezembro de 2019, devido aos altos preços dos futuros e frete caro. Como este resultado, acrescentou a trading, a China poderia importar 1,5 milhão de toneladas a menos de açúcar do que em 2020".

Açúcar branco

Em Londres o açúcar branco também fechou em baixa em quase todos os lotes, as únicas exceções foram os contratos dezembro/21 e março/22 que fecharam com queda de 20 cents de dólar e estável, respectivamente. O primeiro contrato, para outubro/21, foi contratado ontem em US$ 477,20 a tonelada, recuo de 1,60 dólar no comparativo com a véspera.

Açúcar cristal

No mercado doméstico a quinta-feira foi marcada por mais uma alta no Indicador Cepea/Esalq, da USP para o açúcar cristal. Ontem, as usinas negociaram o açúcar a R$ 136,31 a saca de 50 quilos, contra R$ 135,69 da véspera, alta de 0,46% no comparativo.

Etanol hidratado

O etanol hidratado também teve mais um dia de valorização nesta quinta. Ontem, o metro cúbico do biocombustível foi negociado a R$ 3.264,00, contra R$ 3.253,00 o m³ praticado na véspera, valorização de 0,34% no comparativo entre as datas.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.