Ganho da agricultura familiar depende da modernização

Agronegócio

Ganho da agricultura familiar depende da modernização

A falta de produção em escala tende a encarecer o preço, não gerando mercadoria competitiva
Por: -Talita Ormond
2 acessos

O secretário de Agricultura e Pecuária de Rondonopólis (MT), Adão Hipólito Garay da Silva, acredita que a rentabilidade da agricultura familiar está diretamente atrelada à sua modernização. Caso contrário, a agricultura familiar, essencialmente a de subsistência, tende a desaperecer. “O produtor tem que ter renda na propriedade senão a família não fica lá [na propriedade]”, analisou.

Silva explica que a falta de produção em escala tende a encarecer o preço, não gerando mercadoria competitiva. Logo, o consumidor final escolhe pelo produto com menor valor agregado, com qualidade superior. Nessa disputa, o agricultor familiar voltado à subsistência perde. “O consumidor é implacável”, disse. Nesse sentido, apenas a agricultura familiar produtiva tende a existir junto à competitividade do mercado.

Silva destaca que o produtor de Rondonópolis precisa procurar a profissionalização e modernização, entendendo a lógica do mercado. O secretário afirmou que a capacitação é proporcionada pela orgão periodicamente, mas ainda depende muito do interesse dos produtores para a ampliação dos nichos produtivos.

A secretaria adquiriu alguns maquinários no intuito de auxiliar os processos concernentes à agricultura familiar, uma vez que a aquisição tanto das máquinas quanto dos implementos agrícolas demandam um custeio significativo.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink