GAP Genética eleva preço médio
CME MILHO (DEZ/20) US$ 4,046 (0,55%)
| Dólar (compra) R$ 5,60 (-0,69%)


Agronegócio

GAP Genética eleva preço médio

Leilão vendeu 373 touros e fêmeas Angus, Brangus, Hereford e Braford por R$ 2,27 milhões
Por:
154 acessos

A temporada de primavera começou com pé direito, oneste domingo (26), na Estância São Pedro, em Uruguaiana (RS). O leilão da GAP Genética vendeu 373 touros e fêmeas Angus, Brangus, Hereford e Braford por R$ 2,27 milhões. A média geral de R$ 6.084,12 representa crescimento de 22% em relação a 2009. Na ocasião, a GAP fez, em pista, média de R$ 4.978 para 472 exemplares, um total R$ 2,35 milhões. O diretor comercial da GAP, João Paulo da Silva, disse que a média de fêmeas Angus, de R$ 4,25 mil, surpreendeu. E enfatizou a padronização como diferencial da oferta. "Foi um pontapé inicial fantástico para as feiras de primavera". A cabanha prossegue vendendo on-line, num total de mil animais na temporada. Até ontem, os negócios virtuais somavam R$ 361,7 mil para 107 touros e fêmeas.

No leilão, as compras de clientes de estados como Mato Grosso e São Paulo, especialmente de animais Brangus, foram expressivas. O leiloeiro Marcelo Silva atribui o fato à raça ser o carro-chefe da GAP. Um desses investidores foi o consultor técnico José Luiz Ariza, que veio do Mato Grosso para comprar para a BR Texas, de Dourados, em busca de reprodutores Brangus. "A GAP é referência nacional, um criatório de muita credibilidade."

Apesar da presença significativa de compradores de fora, foram criadores gaúchos que arremataram os dois exemplares com preço top de R$ 13,5 mil, cada. João Érico da Silva Luz, de Quaraí, adquiriu o touro Brangus do lote 158, TAT D025, e Gisele Wenning comprou o reprodutor Brangus do lote 159, TAT D107, para a Agropecuária Sobradinho, de Maçambará. O exemplar adquirido será usado para repasse. "Para isso, é preciso um touro muito qualificado. Comprar da GAP é certeza de touro que vai passar adiante a qualidade." Empolgada com os preços convidativos em pista, Gisele e o marido, Omar, decidiram adquirir dois lotes de novilhas PC Hereford, os primeiros exemplares da raça para a propriedade que trabalha com Brangus e Angus. "Não podemos pensar só no preço, mas no retorno que o reprodutor vai nos dar."

O touro Braford do lote 295 também saiu por R$ 13,5 mil para Vera Beatriz de Abreu, de Cruz Alta.

Entre os que optaram pela Internet estava o criador João Carlos Spagnol, da cabanha Caiuba, de Rio Grande. Adquiriu dez fêmeas Angus no on-line e outros dois lotes com dez novilhas PO em pista.

Anúncios que podem lhe interessar


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink