Garantia de renda deve ser prioridade, dizem produtores
CI
Agronegócio

Garantia de renda deve ser prioridade, dizem produtores

Neste Dia do Agricultor, o Portal Agrolink discute as demandas do setor para o novo governo
Por: -Janice
Neste Dia do Agricultor, o Portal Agrolink discute as demandas do setor para o novo governo

Há 50 anos, o Brasil comemora em 28 de julho o Dia do Agricultor. Neste ano de eleições para presidente, governadores, senadores e deputados, o Agrolink propôs uma discussão a respeito das principais demandas do setor e das expectativas para o próximo mandato.

Um documento elaborado pela Associação Brasileira de Agribusiness (Abag) e o Conselho Superior do Agronegócio (Cosag) da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) definiu como prioritários os seguintes temas: garantia de renda ao produtor; infraestrutura e logística; comércio exterior; pesquisa, desenvolvimento e inovação; defesa agropecuária e institucionalidade.

Para saber a opinião dos produtores rurais, o Agrolink elaborou uma enquete, que teve a participação espontânea de mais de 400 internautas. Para 59,86% das pessoas que responderam à pesquisa, a garantia de renda deve ser prioritária na política agrícola do próximo governo. Infraestrutura e logística recebeu 26,53% dos votos; defesa agropecuária e institucionalidade ficou em terceira posição, com 6,12%, seguida de pesquisa, desenvolvimento e inovação (5,67%) e comércio exterior (1,81%).

De acordo com o Diretor Financeiro do Sistema Farsul (Federação da Agricultura do Estado do Rio Grande do Sul), Jorge Rodrigues, o resultado da enquete reflete a realidade dos ruralistas. Segundo Rodrigues, a garantia de renda e de comercialização são as principais demandas da entidade para o próximo governo. “Temos que ter uma resposta definitiva para estas duas questões fundamentais”, afirmou.

Para Rodrigues, a garantia de renda passa pela necessidade de um seguro efetivo, que garanta ao produtor sobrevivência e manutenção de sua atividade no momento em que ele seja impedido de trabalhar por alguma razão, como no caso de danos climáticos. Da mesma forma, ele defende uma garantia mínima de comercialização a fim de que o ruralista possa dar continuidade a sua produção, com perspectiva de crescimento.

“Ainda não temos uma política agrícola definida, que garanta renda ao setor”, afirma Rodrigues. “Apesar de carregar um passivo decorrente da ausência dessa política, o produtor rural tem cumprido a sua obrigação de fornecer alimentos, independe da situação climática e do momento econômico. Por isso, conversamos com o governo com a franqueza e a tranqüilidade de quem cumpre sua função”, conclui.

Veja aqui a mensagem em vídeo da Farsul para os produtores rurais.

O Agrolink parabeniza a todos os agricultores pelo seu dia!

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.