Garantia-Safra avalia safra 2010/2011

Agronegócio

Garantia-Safra avalia safra 2010/2011

AL, BA e RN são os estados que mais avançaram no número de adesões
Por:
2187 acessos
Alagoas, Bahia e Rio Grande do Norte são os estados que mais avançaram no número de adesões às cotas disponibilizadas pelo Programa Garantia-Safra na safra 2010/2011. O balanço foi apresentado nesta quinta-feira (11), no auditório do Incra, em Brasília (DF), durante reunião com os coordenadores estaduais do Programa.

No estado da Bahia, o número de cotas previstas para esta safra saltou de 81.246 para 114.757. Em Alagoas, cresceu de 12.363 para 12.735 cotas. Já no Rio Grande do Norte, de 25.298 foram acessadas 31.209 cotas.

Na reunião, a coordenadora do Programa Garantia-Safra, Dione Freitas, disse que a evolução do Programa nos estados é um fator positivo para a agricultura familiar do Semiárido brasileiro. “Mostra que o agricultor familiar está mais consciente da realidade geográfica que vive. Hoje, ele sabe que pode enfrentar longos períodos de seca e que precisa se proteger de eventuais problemas futuros que possam afetar a sua plantação, sua renda e também a alimentação da sua família.”

De acordo com a coordenadora, o número de adesões dos agricultores às cotas disponibilizadas pelo Programa sofreu um aumento significativo, passando de 661.802 adesões na safra 2009/2010, para 737.920, na safra 2010/2011. O total de municípios atendidos saltou de 859 para 990.

O objetivo da reunião foi fazer um balanço e uma avaliação do Programa sobre a última safra, 2010/2011 e identificar por meio do relato dos coordenadores estaduais quais os principais problemas e potencialidades para implantação do Garantia-Safra em cada estado.

A diretora da Superintendência de Agricultura Familiar da Secretaria de Agricultura do Estado da Bahia, Maria Auxiliadora Alvim, frisou a importância para a economia local do aumento do número de adesões em seu estado. “Esse valor aponta que o agricultor com o Garantia-Safra tem suporte e garantias da segurança alimentar e, ainda, estimula o agricultor a plantar. O impacto social também é forte, pois com a garantia de acesso ao seguro, os agricultores movimentam a economia dos pequenos municípios onde vivem.”

O encontro encerra nesta sexta-feira (13), com a apresentação das propostas de mudanças no Programa Garantia-Safra para o ano agrícola 2011/2012 e atividades voltadas para a socialização do planejamento de 2011.

Programa

Desde sua criação, em 2002, já foram feitas 3.880.450 adesões ao Programa e o Fundo Garantia-Safra atendeu 2.037.685 agricultores que tiveram perda comprovada de produção. Até agora, foram disponibilizados pelo Governo Federal, cerca de R$ 852 milhões para atender quem perdeu suas lavouras por excesso de chuva ou longos períodos de seca.

O Garantia Safra é um seguro para agricultores familiares que sofrem a perda de safra por falta ou excesso de chuvas. O Programa atende aos agricultores familiares dos municípios localizados na região Nordeste, no norte do Espírito Santo, no norte de Minas Gerais, no Vale do Jequitinhonha e no Vale do Mucuri, com renda até 1,5 salário mínimo, que cultivam arroz, feijão, algodão, mandioca ou milho, em áreas de 0,6 a 10 hectares.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink