Gaúcho paga mais que paulista e paranaense pela carne
CI
Agronegócio

Gaúcho paga mais que paulista e paranaense pela carne

No Rio Grande do Sul a arroba custa 20% a mais que em outros regiões produtoras
Por:

Consumidores gaúchos pagam mais caro que paulistas e paranaenses pela carne que consomem. Diferentemente do que acontece em mercado produtores, como Paraná e São Paulo, onde normalmente o preço do produto é mais barato, no Rio Grande do Sul a arroba custa 20% a mais que em outros regiões produtoras.

Além da febre aftosa dentro e fora do País, a problemática da carne sem osso e a falta do produto para suprir a demanda interna de consumo estão entre os fatores que colocam o preço para cima.

Consumidor em foco:

Para melhorar a situação, com o objetivo de que o consumidor não seja penalizado, a Associação Gaúcha dos Supermercados (AGAS), entidade que representa a ponta da cadeia, afirma que é preciso abrir o mercado para a compra de carne em lugares seguros, livre de aftosa.

De acordo com a Associação, a portaria 82 já permite esse comércio. Nesta terça-feira (30-01), produtores, indústria e entidades discutirão a portaria 200, que trata da comercialização da carne sem osso. Para a Associação, são necessárias resoluções mais técnicas e políticas, já que o principal foco é o consumidor. "Uma decisão mais abrangente poderia ser a solução para a equiparação do preço final da carne no Estado", explica a entidade.

No bolso:

Dados do IPCA-15 (Índice de Preços ao Consumidor Amplo-15), divulgados na última semana pelo IBGE, apontam que, entre as capitais analisadas, em Porto Alegre foi onde o preço da carne mais subiu: alta de 3,28%. São Paulo apresentou variação negativa de 1,04% e Curitiba leve alta de 0,64%.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink