Geada traz impacto à agricultura do RS

Agronegócio

Geada traz impacto à agricultura do RS

Clima provoca mudanças nos campos gaúchos e a provocar prejuízos na produção de olerícolas, citros e pastagens
Por:
594 acessos

A geada intensa prevista para os próximos dias em todo o Estado e que, ontem, atingiu a Fronteira-Oeste e a Serra tende a provocar prejuízos na produção de olerícolas, citros e pastagens. Segundo o agrônomo da Emater Antonio Conte, as variedades de outono de espécies folhosas como alface, repolho, couve e espinafre estão em fase de colheita, e podem ser queimadas, acarretando perda econômica. No caso de bergamotas e laranjas, com ciclos variados até final do ano, a solução seria antecipar a colheita nos pomares possíveis. Por outro lado, para o trigo, principal cultura de inverno no Rio Grande do Sul, a geada é considerada benéfica nesta fase de germinação, pois favorece o desenvolvimento radicular da planta, explica o agrônomo Ataides Jacobsen.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink