Geadas comprometem produção de trigo no PR

Agronegócio

Geadas comprometem produção de trigo no PR

A angustia se deve à fragilidade das plantas quando estão no período de largar as espigas
Por:
182 acessos

As fortes geadas que se formaram nas últimas quinta e sexta-feira (27-07) em grande parte do Sudoeste do Paraná trouxeram preocupação para os produtores de trigo e fumo. Mesmo que a confirmação dos prejuízos só deva ser obtida nos próximos dias, após as plantas apresentarem os sintomas, os produtores já sabem que as lavouras que estão em estágio mais adiantado deverão sofrer perdas de produtividade.

A angustia se deve à fragilidade das plantas quando estão no período de largar as espigas, floração ou frutificação. Nesse período, o caule do trigo, que está com mais umidade por causa do estágio da planta, sofre ação da baixa temperatura, rompendo ligação com a planta no ponto mais frágil. Dessa forma, quando a espiga e parte do caule se soltam com facilidade é sinal que a planta não poderá completar o ciclo de maturação.

Uma das lavouras que está apresentando esses sinais é a da família Bez, na divisa entre os municípios de Pato Branco e Bom Sucesso do Sul, nas proximidades da comunidade de Alto Paraíso. Mesmo estando em um lugar alto, se comparado com grande maioria das lavouras de Bom Sucesso do Sul e Itapejara D’Oeste, a geada causou estragos.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink