Genoma da batata foi decodificado: e agora?
CI
Imagem: Eliza Maliszewski
ESTUDO

Genoma da batata foi decodificado: e agora?

“A batata está se tornando cada vez mais integral nas dietas em todo o mundo"
Por: -Leonardo Gottems

Mais de 20 anos após a primeira publicação do genoma humano, cientistas da Ludwig-Maximilians-Universität München e do Max Planck Institute for Plant Breeding Research em Colônia, Alemanha, decifraram pela primeira vez o complexo genoma da batata. Este estudo tecnicamente exigente estabelece as bases biotecnológicas para acelerar o melhoramento de variedades mais robustas, um objetivo no melhoramento de plantas por muitos anos e um passo importante para a segurança alimentar global.

Ao comprar batatas em um mercado hoje, os compradores podem estar voltando para casa com uma variedade que já estava disponível há mais de 100 anos. As variedades tradicionais de batata são populares. E, no entanto, este exemplo também destaca a falta de diversidade entre as variedades de batata predominantes. No entanto, isso pode mudar em breve: pesquisadores do grupo do geneticista Korbinian Schneeberger conseguiram gerar a primeira montagem completa de um genoma de batata. Isso abre caminho para variedades novas e robustas.

“A batata está se tornando cada vez mais integral nas dietas em todo o mundo, inclusive em países asiáticos como a China, onde o arroz é o alimento básico tradicional. Com base neste trabalho, agora podemos implementar a criação assistida por genoma de novas variedades de batata que serão mais produtivas e também resistentes às mudanças climáticas; isso pode ter um grande impacto na segurança alimentar nas próximas décadas.”

A diversidade especialmente baixa torna as plantas de batata suscetíveis a doenças. Isso pode ter consequências graves, mais dramáticas durante a fome irlandesa da década de 1840, onde por vários anos quase toda a plantação de batata apodreceu no solo e milhões de pessoas na Europa passaram fome simplesmente porque a única variedade cultivada não estava disponível. praga dos tubérculos recém-emergente. Durante a Revolução Verde das décadas de 1950 e 1960, cientistas e criadores de plantas conseguiram grandes aumentos nos rendimentos de muitas de nossas principais culturas básicas, como arroz e trigo.

 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.