Gerente técnico da Merial orienta a melhor maneira de vacinar o rebanho
CI
Agronegócio

Gerente técnico da Merial orienta a melhor maneira de vacinar o rebanho

Por:

Aproxima-se o período de vacinação do rebanho contra a febre aftosa e, para aproveitar o recolhimento do gado no curral, a ocasião em que são aplicadas também as outras vacinas. Momento oportuno, portanto, de recordar alguns cuidados que, se desprezados, podem comprometer a eficácia da imunização. O alerta vem de José Carlos Morgado, gerente técnico e responsável pelo setor de compostos biológicos para grandes animais da indústria de medicamentos veterinários Merial.

Ele adverte que, além da qualidade e da conservação adequada do produto, é preciso atenção para a higiene do material empregado, a capacidade do funcionário, o esquema de vacinação, o modo como o medicamento é aplicado e ainda o manejo dos bovinos logo após vacinados. A experiência de muitos anos com vacinas, diz, tem-lhe mostrado que grande parte dos problemas atribuídos a esses produtos se deve a erro na aplicação.

Na compra, mais importantes que o preço são a composição, a qualidade e a conservação do remédio. Melhor adquiri-lo de fornecedor idôneo, recomenda o técnico. Aos que tiverem dúvida sobre a vantagem econômica da escolha e até da vacinação, ele diz que o preço de uma rês que escape da morte graças à imunização é, não raro, o suficiente para cobrir o custo da vacina necessária a algumas centenas de cabeças.

Morgado sugere que, em caso de dúvida na escolha da vacina, o criador consulte um veterinário sobre a eficácia e o risco de reações adversas dos medicamentos disponíveis. Ele chama a atenção do pecuarista para um fator pouco divulgado: quando se vacinam os animais pela primeira vez, contra qualquer doença, é necessário que a segunda dose seja aplicada um a dois meses após a primeira ou no prazo recomendado na bula. Deve-se conferir se todas as crias receberam a segunda dose, principalmente os bezerros ainda com anticorpos maternos. Ele explica que muitas vacinas não oferecem grau satisfatório de proteção na primeira dose.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink