Gestão do tempo: como aumentar produtividade e reduzir custos na produção de leite

Agronegócio

Gestão do tempo: como aumentar produtividade e reduzir custos na produção de leite

Relatório do SIS do Sebrae dá passo a passo a fazendeiros para implementar processos e planejamento de médio e longo prazo
Por:
671 acessos

Um dos aspectos que impactam diretamente na produtividade é o tempo, indicador fundamental para aferir a performance do processo. Na produção de leite, alguns fazendeiros não fazem um planejamento de médio e longo prazo e com isso deixam de controlar adequadamente seus recursos. Além da gestão do tempo, a falta de informações e indicadores não permite que o empresário veja com clareza as possíveis falhas ou dificuldades e muito menos elaborar um plano de melhoria para a produção.

Para orientar os pequenos produtores de leite do país, o Sistema de Inteligência Setorial (SIS) do Sebrae elaborou em seu boletim de tendências um passo a passo para implementação de processos de gestão e controle da informação e assim elevar a produção a níveis mais altos de competitividade. O primeiro passo é reunir sua equipe de trabalho e desenhar, em conjunto, os processos de produção de leite. Este momento costuma ser trabalhoso, mas muitas pessoas já conseguem nesta primeira etapa compreender e executar melhorias em suas atividades.

O passo seguinte é fazer o registro de informações sobre o funcionamento da produção leiteira. O papel do proprietário aqui é novamente fundamental, envolvendo os colaboradores para a detecção de dados que sejam relevantes para a tomada de decisão. Com os processos definidos e as informações à disposição, é hora de estabelecer metas (mas sempre cuidar para que essa diminuição do tempo de produção não comprometa a qualidade do leite) e cuidar da comunicação com os funcionários, treinando-os e ouvindo sugestões que possam aumentar a eficiência dos processos. Com isso ajustado, é possível buscar no mercado novas tecnologias que auxiliam a gestão no campo - há uma série de softwares que proporcionam uma visão mais ampla do negócio.

Cuidados especiais na logística - Além de produzir bem e no menor tempo possível, é importante lembrar que o leite é um produto perecível e de difícil armazenamento. Por isso, é fundamental que o produtor fique atento a outros aspectos que incidem na eficiência da gestão como o transporte (onde o tempo é fator primordial, devido ao ciclo de vida do produto) e a compra de insumos, uma das maiores despesas na fazenda, que tem impacto direto na qualidade do leite.

Caso você tenha se interessado em adotar práticas de gestão de tempo em sua propriedade, siga as recomendações do Sistema de Inteligência Setorial do Sebrae/SC:

·  Busque capacitação para aprender as técnicas oferecidas pela Embrapa para aumentar sua produção de leite. O Centro de Produções Técnicas (CPT) disponibiliza este tipo de curso, confira
·  Realize o cadastro na Embrapa Gado de Leite no projeto GisLeite, para que o produtor utilize o software e obtenha maiores informações pertinentes a produção de leite
·  Participe de feiras sobre inovações tecnológicas e de produção de leite, para ter acesso alguma melhoria que você pode implementar, tais como: Tecnoleite, Agro leite e Mega Leite
·  O Sebrae disponibiliza cursos na modalidade EAD e gratuitos que capacitam o empresário a gestão da fazenda, como em área de: planejamento, finanças, compras e cooperativismo
 


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink