Gestores de saúde recebem treinamento sobre leishmaniose e febre maculosa

Agronegócio

Gestores de saúde recebem treinamento sobre leishmaniose e febre maculosa

Palestra será ministrada pela Médica Veterinária da Intervet/Schering-Plough
Por:
1348 acessos
Palestra será ministrada pela Médica Veterinária da Intervet/Schering-Plough Animal Health, Fabiana Frazão

No dia 29 de novembro, funcionários e Médicos Veterinários do Centro de Controles de Zoonoses de Santo André participarão da palestra sobre Leishmaniose Visceral e Febre Maculosa (doença causada pelo carrapato), enfermidades que acometem tantos os cães quanto os seres humanos. A palestra será ministrada por Fabiana Frazão, Médica Veterináriada Intervet/Schering-Plough Animal Health, às 9h, no Parque Escola, em Santo André.

O objetivo do evento é treinar e capacitar os profissionais do CCZ da cidade a aperfeiçoarem seus conhecimentos e adotarem medidas eficazes na prevenção dessas graves doenças. “A leishmaniose, por exemplo, já chegou à região do ABC. Por isso, é preciso muita atenção na prevenção para que a doença não se dissemine ainda mais”, alerta Frazão. Durante sua palestra, a Médica Veterinária abordará a importância da utilização de coleiras impregnadas com deltametrina a 4% nos cães, princípio-ativo repelente e inseticida, recomendado pela Organização Mundial de Saúde como uma das ferramentas auxiliares na prevenção da leishmaniose.

A leishmaniose é transmitida, principalmente, através da picada de um mosquito conhecido popularmente como “mosquito palha”. O cão tem um importante papel na manutenção da doença no ambiente urbano visto que pode permanecer sem sintomas mesmo estando doente. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a leishmaniose visceral registra anualmente 500 mil novos casos humanos no mundo com 59 mil óbitos. Quando não tratada, pode evoluir para óbito em mais de 90% das ocorrências. Na América Latina, ela já foi detectada em 12 países e, destes, cerca de 90% dos casos acontecem no Brasil, onde, em média, 3.500 pessoas são infectadas e o número de óbitos é de aproximadamente 200, anualmente.

Já a febre maculosa é a doença transmitida pelos carrapatos. “Se não tratada adequadamente, pode levar o ser humano a óbito”, explica a Médica Veterinária.

Encoleiramento em massa no Brasil

Para combater o avanço da doença no País, o Ministério da Saúde anunciou que fará um projeto-piloto de encoleiramento em massa de cães como uma das medidas de controle da leishmaniose visceral a partir de 2011. O projeto-piloto será um estudo para avaliação da coleira impregnada com deltametrina a 4% quando utilizada em larga escala, como ferramenta adicional no Programa Federal de Controle da Leishmaniose Visceral.

As coleiras (Scalibor®, da Intervet/Schering-Plough Animal Health) serão distribuídas gratuitamente pelo governo para algumas cidades brasileiras consideradas endêmicas, contempladas no estudo. O governo ainda está estudando as cidades que serão contempladas.

A Scalibor® é uma coleira impregnada com deltametrina a 4%, princípio ativo repelente e inseticida recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), como uma das ferramentas que auxiliam na prevenção da leishmaniose visceral.

Serviço:
Palestra: Leishmaniose Visceral e Febre Maculosa
Data: 29 de novembro
Horário: às 9h
Local: Parque Escola (Centro de Educação de Práticas Fundamentais),
Endereço: Rua Anacleto Popoti, 46 Vila Valparaiso – Santo André (SP)

As informações são da assessoria de imprensa da Intervet/Schering-Plough Animal Health.
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink