GO: processamento de jabuticaba se torna alternativa para aumentar renda de produtores de Hidrolândia
CI
Imagem: Divulgação
AGRONEGÓCIO

GO: processamento de jabuticaba se torna alternativa para aumentar renda de produtores de Hidrolândia

Ação realizada pela Emater visou fortalecer cadeia produtiva de jabuticaba e turismo rural na região
Por:

O Governo de Goiás, por meio da Agência Goiana de Assistência Técnica, Extensão Rural e Pesquisa Agropecuária (Emater), realizou neste mês de dezembro, no município de Hidrolândia, o Curso de Processamento de Jabuticaba. A ação, que faz parte do projeto Fortalecimento da Cadeia Produtiva de Jabuticaba do Município de Hidrolândia, teve sua realização voltada para a colheita, pós-colheita e agregação de valor da fruta. Durante a formação, foram apresentadas técnicas ligadas às boas práticas de manipulação e processamento de alimentos doces e salgados, feitos a partir da jabuticaba.

Segundo a organizadora da iniciativa, a engenheira agrônoma da Emater, Tais Ferreira de Almeida, os participantes, além do preparo, foram capacitados em relação à determinação de custo, estimativa de preço e uso de embalagens. “O curso buscou envolver os produtores de Hidrolândia e região para fornecer conhecimento para que eles possam agregar valor a suas produções”, ressalta.

A iniciativa contou com o apoio da Prefeitura de Hidrolândia por meio das secretarias de Turismo e de Assistência Social. Além da prefeitura, a ação contou com o suporte do Instituto Federal Goiano (IFGoiano) da cidade, por meio da participação do professor Bruno Martins, que atuou como instrutor, juntamente com a extensionista social da Emater, Alenir Batista.  

O local selecionado para a realização do curso foi a Fazenda Jabuticabal, localizada no distrito de Nova Fatima. Segundo Alenir, a escolha se deve ao fato de que grande parte da produção goiana está concentrada na fazenda. Além disso, é na propriedade que se encontra a Vinícola Jabuticabal, estrutura que possui diversas atrações turísticas relacionadas à jabuticaba, e é também o local onde a fruta é processada para a fabricação de vinho.

Ainda de acordo com Alenir, o curso foi muito importante por atender a demanda dos produtores da região. “O município de Hidrolândia recebe milhares de turistas em busca dos produtos derivados da jabuticaba. Com a demanda, nós conseguimos realizar a capacitação das famílias para aproveitar da melhor maneira a jabuticaba. Com isso nós conseguimos aumentar a procura pela fruta e consequentemente a renda dessas famílias”, conclui.

Uma das participantes da formação foi a aposentada Eva Dias Mota da Silva, que ressalta a importância de ações como essa, principalmente para o futuro. “Foi maravilhoso participar do curso, tivemos professores maravilhosos. Essa ação me deu uma oportunidade incrível de aprender novas técnicas com a jabuticaba. Pretendo usar todos os produtos que aprendi a fazer como uma renda a mais”, relata.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.