Goiás passará a exportar carne bovina para a Tailândia
CI
Imagem: Marcel Oliveira
Carne

Goiás passará a exportar carne bovina para a Tailândia

Rebanho brasileiro foi reconhecido pelo país asiático por sua qualidade e rigoroso controle sanitário
Por:

O Estado de Goiás passará a exportar carne bovina com osso, carne desossada e miúdos comestíveis para a Tailândia. Ao todo, cinco plantas brasileiras foram habilitadas, de acordo com anúncio feito pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Em Goiás, foi habilitada a planta industrial do Frigorífico Minerva, instalada em Palmeiras de Goiás. As outras plantas industriais são da JBS e do Marfrig localizadas nos Estados do Pará, Rondônia, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

As negociações entre os dois países começaram ainda em 2015. Trata-se de um mercado de carne com potencial de até US$ 100 milhões nos próximos anos, conforme avaliou o secretário de Comércio e Relações Internacionais do Ministério, Orlando Leite Ribeiro. Em 2019, o país importou de todo o mundo cerca de US$ 90 milhões em carne bovina. A Austrália participou da metade desse valor, já que os dois países possuem acordo de livre comércio. Além da carne, recentemente foi anunciada a abertura do mercado tailandês para produtos lácteos do Brasil.

O secretário de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), Antônio Carlos de Souza Lima Neto, atribui a aprovação do país asiático à qualidade do produto e aos rígidos controles de sanidade de rebanho brasileiro, em especial ao goiano. "A agropecuária goiana é destaque nacional e impulsiona a economia do Estado, o que reflete no desempenho nacional. Trabalhamos diariamente para garantir que nosso rebanho seja referência em sanidade e a aprovação dos países reforça que estamos no caminho certo".

Missão em Goiás

Em janeiro de 2019, Goiás recebeu uma missão técnica tailandesa que inspecionou sistemas de produção pecuária e plantas frigoríficas. Eles foram acompanhados por profissionais do Mapa, da Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa), jurisdicionada da Seapa, e da Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (Abiec).       

Em Palmeiras de Goiás, onde foi realizada a visita, a comitiva recebeu informações do Serviço Veterinário do Brasil e sobre o Estado de Goiás tais como situação geográfica, logística, dados macroeconômicos e o potencial do agronegócio, com foco na pecuária de corte. Eles também conheceram a planta industrial do Frigorífico Minerva, incluindo todo o processo de produção, desde a chegada dos animais e abate até o acondicionamento e expedição dos produtos. Visitaram ainda a Fazenda Sacramento, onde puderam conhecer o sistema de criação dos animais e verificar a sanidade do rebanho.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.