Governador promete prorrogar prazo de adesão ao MT Legal
CI
Agronegócio

Governador promete prorrogar prazo de adesão ao MT Legal

Entre os motivos do pedido estão o alto custo da regularização e o trâmite de dois projetos de lei
Por:

Atendendo ao pedido da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato), o governador de Mato Grosso, Silval Barbosa, anunciou nesta quinta-feira (8) a prorrogação do prazo de adesão ao Programa Mato-Grossense de Regularização Ambiental Rural (MT Legal), cujo prazo expiraria em novembro deste ano. Sem alardes sobre a dilatação, Silval não definiu a nova data.

O presidente da Famato, Rui Prado, expôs os motivos para o pedido de adiamento. Entre eles o alto custo da regularização e o trâmite de dois projetos de lei, um na Câmara Federal e outro na Assembleia Legislativa, que quando aprovados irão nortear as políticas nacional e estadual sobre meio ambiente e produção. Números levantados pela Famato mostram que o custo para a recomposição das Áreas de Preservação Permanente (APPs), em Mato Grosso, alcançaria R$ 7,8 bilhões. Em documentação, com o Cadastro Ambiental Rural (CAR) e o Licenciamento Ambiental Único (LAU), os gastos ficariam em torno de R$ 5,6 bilhões. Sem considerar o custo com a recuperação das reservas florestais, os cerca de 140 mil proprietários rurais teriam de desembolsar R$ 13,1 bilhões, o equivalente aos custos de uma safra.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.