Governo assina contratos do programa RS Pesca e Aquicultura na Zona Sul

Agronegócio

Governo assina contratos do programa RS Pesca e Aquicultura na Zona Sul

Contratos totalizam mais de R$ 370 mil para 200 famílias
Por:
971 acessos
O titular da Secretaria do Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR), Ivar Pavan, participou nesta segunda-feira (1º), na sede da Cooperativa dos Pescadores Profissionais e Artesanais Pérola da Lagoa (Coopesca), em São Lourenço do Sul, do ato de assinatura do contrato do Programa RS Pesca e Aquicultura com aquela entidade. A solenidade é a primeira de três que ocorrem até esta terça-feira (02), na Zona Sul do Estado.

Os contratos entre a Secretaria e organizações de pescadores da Zona Sul totalizam mais de R$ 370 mil, beneficiando 200 famílias de pescadores. A assinatura dos documentos são ações previstas no programa RS Pesca e Aquicultura em parceria com o programa Agroindústria Familiar "Sabor Gaúcho", desenvolvidos pela SDR em parceria com a Emater. Os recursos são repassados via Fundo Estadual de Apoio aos Pequenos Estabelecimentos Rurais (Feaper).

Na solenidade na Coopesca, entidade caracterizada como agroindústria de pesca artesanal, foram assinados contratos para compra de equipamentos, para qualificar a cooperativa. O valor do contrato é de R$ 199,5 mil. Pavan destacou que "as políticas públicas não devem ser para os grandes grupos, mas para os pequenos, como os pescadores". Lembrou da última enchente no município de São Lourenço do Sul, que arrasou o município, inclusive com enormes prejuízos para a Coopesca, "hoje reerguida e recebendo mais apoio do Governo do Estado com a assinatura deste contrato". O secretário disse ainda que o Governo do Estado une esforços para que as políticas públicas que implanta, nesta área em especial, sejam bem desenvolvidas. Neste caso, a qualificação e capacitação dos pescadores são feitas via Emater, uma empresa parceira do Estado, que este ano receberá mais de R$ 170 milhões em investimentos.

Pavan destacou o trabalho da administração municipal pela política que integra pescadores e aquicultores, possibilitando que, durante o ano inteiro, haja comercialização de peixe. O prefeito de São Lourenço do Sul, José Daniel Raupp Martins disse que os pescadores necessitam da Coopesca. "Os equipamentos vão dar uma sustentabilidade aos pescadores fora da safra. Além disso, possibilitarão o crescimento econômico e social desta importante categoria", afirmou. A presidente da Coopesca, Gessy da Silva disse que os recursos vão combater as dificuldades dos pescadores que, agora, vão poder comercializar a produção o ano inteiro. "É um estímulo aos pescadores", completou.

Pelotas e Rio Grande

Também na tarde desta segunda-feira, às 17h, atividade ocorrerá em Pelotas, na Colônia de Pescadores Z-3 (Av. Raphael Brusque, 61, bairro Laranjal). O objetivo do contrato, cujo valor é de R$ 99,7 mil , é atender oito grupos de feirantes que da Feira do Peixe da Colônia Z-3. Os recursos irão beneficiar os pescadores com a compra de equipamentos, incluindo freezers e reboques.

Em Rio Grande, o contrato vai ser assinado com Associação de Pescadores da Vila São Miguel (Apesmi). Serão repassados R$ 73,3 mil para conclusão do prédio onde funciona a sede da Aspemi que também opera como agroindústria de pesca artesanal. O ato está marcado para as 10h, nesta terça-feira (2), na sede da entidade.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink