Governo autoriza produtores de café do Espírito Santo a renegociarem dívidas do Crédito Rural

Agronegócio

Governo autoriza produtores de café do Espírito Santo a renegociarem dívidas do Crédito Rural

Os produtores de café do estado do Espírito Santo poderão renegociar suas dívidas relacionadas às operações de crédito rural de custeio.
Por:
349 acessos

Os produtores de café do estado do Espírito Santo poderão renegociar suas dívidas relacionadas às operações de crédito rural de custeio e investimento em consequência dos prejuízos na produção e nas lavouras provocados por intempéries climáticas como estiagem e seca, na safra 2015/2016. A decisão foi tomada pelo Banco Central (BC), na Resolução 4.522, divulgada pelo Governo Federal, nesta quinta-feira, (29/09). 

A decisão tomada pelo BC resultou de insistente demanda da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). Para a Confederação, a medida é particularmente relevante por consolidar avanços importantes em relação a outra recente Resolução do BC, de nº 4.519, formalizada na primeira semana de setembro. Tratou-se, segundo a CNA, do aperfeiçoamento de pontos pendentes e não contemplados em normas anteriores do governo federal.

A CNA entende que a medida era urgente e necessária porque os cafeicultores capixabas enfrentaram um longo período de estiagem com impactos altamente negativos sobre a última safra do estado, reduzindo drasticamente a produção.

A queda na safra cafeeira teve ainda outra consequência importante, o comprometimento da renda dos produtores, reduzindo sua capacidade de pagar os financiamentos contratados junto aos bancos referentes à safra 2015/2016.

Sobre a Resolução 4.522, a CNA publicou Comunicado Técnico com análise da medida:


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink