Governo de Minas lança a Semana Internacional do Café
CI
Agronegócio

Governo de Minas lança a Semana Internacional do Café

Minas Gerais deve colher em 2013 cerca de 25 milhões de sacas de café
Por:
Evento, que ocorrerá em setembro, terá como atrativos uma feira mundial para negociar o produto e a reunião de 50 anos da OIC, que reunirá representantes de 70 países

Minas Gerais deve colher em 2013 cerca de 25 milhões de sacas de café

Em entrevista coletiva à imprensa nesta segunda-feira (18), o secretário de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Elmiro Nascimento, lançou a Semana Internacional do Café, um dos maiores eventos mundiais do setor cafeeiro de 2013, que será realizado em Belo Horizonte no período de 9 a 13 de setembro, no Expominas.


Também participaram da entrevista representantes de entidades parceiras na realização do evento: Organização Internacional do Comércio (OIC), Federação da Agricultura e Pecuária de Minas Gerais (Faemg), Sebrae e Café Editora.

A Semana Internacional do Café terá como principais atrativos a reunião de 50 anos da Organização Internacional do Café (OIC) e a 8ª edição do Espaço Café Brasil, feira internacional para negociação do produto. O evento se insere nos esforços de internacionalização do Estado empreendidos pelo Governo de Minas, que vem alcançando bons resultados em acordos bilaterais, atração de investimentos e fomento ao turismo.

Durante a coletiva, o secretário Elmiro Nascimento ressaltou a importância da escolha do Estado para sediar o evento. “Vamos mostrar ao mundo o real valor do café de Minas Gerais. A Semana Internacional do Café vai destacar que o Estado não é apenas o maior produtor, mas também tem um excelente nível de qualidade”, afirmou.


BH se transformará na capital mundial do café

A OIC é o principal organismo intergovernamental do setor no mundo. A escolha de Minas Gerais para receber a reunião de 50 anos da organização, encontro que raramente ocorre fora de Londres, sede da entidade, reflete a importância do Estado para a cafeicultura, já que responde por mais de 50% da produção brasileira – maior produtor mundial do produto. Na reunião da OIC, chefes de Estado e centenas de delegados de 70 países estarão na capital mineira para debater a produção e os rumos do mercado de café. Os membros da OIC representam 97% da produção mundial e mais de 80% do consumo de café.

Para o diretor executivo da OIC, Robério Oliveira Silva, o produto mineiro vem ganhando cada vez mais relevância no mercado global. “A decisão sobre sediar a celebração dos 50 anos da OIC em Minas Gerais surgiu a partir de uma oferta do Governo do Estado para celebrar também a participação do café mineiro no cenário internacional”, destacou durante a coletiva.


A missão da OIC é fortalecer o setor cafeeiro global e promover sua expansão sustentável, dando melhores condições a todos os participantes do setor. Os países membros (produtores e consumidores) podem discutir as principais questões e dificuldades do comércio internacional do café e desenvolver as políticas e soluções apropriadas.

Por exemplo, no caso da crise dos preços baixos que abalou o setor entre 2000 e 2004, a OIC desenvolveu uma metodologia para melhorar o equilíbrio da oferta e da demanda mundiais, nela incluindo a promoção de iniciativas para expandir o consumo, a melhoria da qualidade e o estabelecimento de um programa de diversificação. Este, por sua vez, podia incluir ações para projetos específicos com o objetivo de gerar receitas complementares para os cafeicultores, através, por exemplo, da introdução de novos cultivos sem a eliminação da cafeicultura propriamente dita.


Espaço Café Brasil

O Espaço Brasil Café, que em sua 8ª edição chega pela primeira vez a Minas, é uma plataforma de negócios para o mercado de cafés, oferecendo área de exposições e atrações para produtores rurais, cooperativas, torrefadores, exportadores, varejistas, empreendedores, baristas e consumidores finais. A feira atrai os principais compradores e fornecedores do mundo. Em 2012, contou com a visitação de 6.500 compradores e profissionais e mais de 100 marcas expositoras que apresentaram lançamentos de produtos e tendências. Paralelamente à feira ocorrem atrações como rodadas de negócio, seminário e workshops.

A feira em números:

- 6.500 visitantes de 18 países

-110 marcas expositoras, gerando cerca de 10 milhões em negócios*

-35 lançamentos de produtos e serviços

- maisde 10.000 cafés servidos por mais de 80 baristas e profissionais

- mais de 30 compradores internacionais

- 90 horas de conteúdo e debates para mais de 2.000 pessoas

- 40 workshops e palestras com as principais cabeças do mercado

- 14 sessões de Cupping, mais de 400 xícaras provadas

- 42 amostras recebidas para Coffee of the Year Brasil & Rodada de Negócio

- 500 mil em negócios gerados na venda direta entre comprador-produtor

- 15 Reuniões One to One conectando torrefadores e produtores

- 55 artigos e matérias publicadas nacionalmente

- 30 mil visitantes únicos no site da feira, com mais de 70 mil páginas visualizadas

-Milhares de apaixonados e apreciadores de café

*Dados referentes a 2012

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.