Governo de São Paulo anuncia R$ 260 mi para a agricultura
CI
Agronegócio

Governo de São Paulo anuncia R$ 260 mi para a agricultura

Dentre os investimentos, foram liberados R$ 100 milhões para o programa Pró-Trator II
Por:

O governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, e a Secretária de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo (SAA), Mônika Bergamaschi, anunciaram na Agrishow, um pacote de investimentos que somam R$ 260 milhões para o segmento agropecuário. O anúncio foi feito durante o primeiro dia da Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação, a Agrishow.

Dentre os investimentos, foram liberados R$ 100 milhões para o programa Pró-Trator II e R$ 50 milhões para o programa Pró-Implemento, linhas de financiamento de tratores e implementos agrícolas a juros zero. A viabilização dos recursos é feita por meio do Fundo de Expansão do Agronegócio Paulista (Feap).

“Queremos facilitar os sistemas com foco no pequeno e médio produtor. Já destinamos R$ 7 milhões para controle de grandes erosões, por exemplo, e temos programas que financiam até R$ 500 mil por produtor, como o caso da Agricultura Irrigada”, diz a secretária do SAA, Mônika Bergamaschi.

A Agricultura Irrigada é a 30ª linha de crédito do Faep, que visa atender a demanda do setor agropecuário na expansão ou introdução de sistemas de irrigações mecanizadas, a fim de minimizar os efeitos da estiagem – problema que afetou diversas culturas na safra 2013/2014.

Um dos pontos de destaque dos programas Pró-Trator II e Pró-Implemento é a inclusão de seguro às aquisições. “Antes o produtor precisava pagar pelo seguro, agora este pode ser incluso no financiamento”, enfatiza a secretária.

Além destes projetos, os R$ 260 milhões contemplam a subvenção de R$ 25 milhões no Seguro Rural, R$ 73 milhões para novos financiamentos de custeio e R$ 12 milhões para a linha Integra São Paulo.

“Sabemos que temos alguns setores com dificuldades, como o sucroenergético, mas estamos fazendo o possível para minimizar os problemas. Neste caso, já conseguimos reduzir a alíquota do ICMS de 25% para 12% no etanol porque sabemos que o problema está na competitividade, por exemplo”, avalia o governador.

Com relação à logística, outra dificuldade levantada durante o evento, Alckmin destacou o investimento de R$ 1,5 bilhão na hidrovia do Rio Paraná, com extensão até Piracicaba.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink