Governo define leilões de café


Agronegócio

Governo define leilões de café

Por:
1 acessos

O ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, poderá anunciar hoje o programa de contratos de opção de café. O preço do exercício será definido em reunião com o ministro da Fazenda, Antonio Palocci. O valor deve ficar próximo ao custo de produção, estimado pela Embrapa em R$ 196 a saca (arábica).

Segundo o secretário de Produção e Comercialização, Lineu Costa Lima, o voto encaminhado pelo ministério era de R$ 205, mas ele admitiu que, com variação do dólar, o preço poderia cair. Os técnicos da Agricultura trabalhavam com câmbio a R$ 3 e os da Fazenda, a R$ 2,7.

Considerando este novo valor do dólar, o preço do exercício poderia ficar em R$ 184,50, inferior ao custo de produção. Mas fontes do ministério asseguram que o valor não deverá ficar abaixo de R$ 190, do contrário não haveria porque o governo lançar agora os contratos de opção. O certo é que o valor pode ser inferior a R$ 205 a saca. Os recursos para o programa de contratos de opção, estimados em R$ 600 milhões, serão extraorçamentários.

A proposta da Agricultura é de contratos de opção de 3 milhões de sacas, ou seja, o equivalente a 10% da safra, sendo 2,2 milhões de sacas de arábica. Metade do volume terá exercício em setembro e o resto em novembro. Lima disse que, até setembro, quando finaliza a colheita, o governo poderá fazer ajustes na política. Havia a proposta dos produtores para estocar até 8 milhões de sacas, mas o secretário negou que o governo estude esta medida.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink